Capa > Destaque > Crea-PE participa de Audiência Pública e defende projeto de uso misto para o terreno do Aeroclube

Crea-PE participa de Audiência Pública e defende projeto de uso misto para o terreno do Aeroclube

O engenheiro civil Marcílio Leão representou o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), na Audiência Pública sobre o Terreno do Aeroclube, realizada por proposição do veredor André Regis, na manhã desta sexta-feira (12.04), no Plenarinho da Câmara de Municipal do Recife (CMR).

Compondo a mesa dos trabalhos, Marcílio Leão defendeu, dentre as opções apresentadas, a também bem aceita pelo presidente do Crea-PE, Evandro Alencar que sugere a utilização do espaço por empreendimentos de uso misto. Nesta iniciativa seriam contempladas obras de um complexo educacional e esportivo, parque, área para uso empresarial e outra para moradia.

Segundo Marcílio, o debate acabou sendo prejudicado em virtude da “descortesia da Prefeitura Municipal do Recife, que não compareceu a audiência”, acrescentando que, “caberia aos técnicos da PMR explanar o seu projeto e ouvir as demais sugestões que estão sendo discutidas”.

Apesar da Prefeitura do Recife ter instalado placas divulgando a intenção de construir os habitacionais Encanta Moça 1 e 2, no terreno do antigo Aeroclube de Pernambuco, no Pina, existem outras proposta defendidas para o terreno que mede aproximadamente 21 hectares, área equivalente a 21 campos de futebol.

“O objetivo desta audiência pública é reduzir o déficit de informação a respeito do uso que a Prefeitura do Recife quer dar ao terreno. As placas estão lá, dizendo que serão construídos os conjuntos habitacionais. Mas a Câmara Municipal do Recife não recebeu nada sobre o projeto”, disse o vereador André Régis.

A proposta de utilização multiuso do terreno, comportaria a construção de apartamentos medindo 70 metros quadrados e um complexo educacional que teria capacidade para atender cerca de 3 mil alunos de cinco escolas da rede municipal da RPA-6 (Pina), informou André Régis.

Ainda de acordo com a proposta de uso misto, o complexo educacional e esportivo seria criado nos mesmos moldes da Escola de Referência Santos Dumont, de Boa Viagem. Teria salas de aula, piscinas e quadras esportivas. Já o centro de convenções seria construído, atendendo a sugestão do trade turístico.

O plenarinho ficou lotado de moradores das comunidades localizadas do Pina e entorno, estudantes universitários, engenheiros, arquitetos e urbanistas, durante a audiência pública que se estendeu até o final da manhã.

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates