Capa > Destaque > FPI constata desmate de 113 hectares e apreende 23 animais silvestres no Pajeú

FPI constata desmate de 113 hectares e apreende 23 animais silvestres no Pajeú

Animais foram encontrados em uma fazenda de São José do Egito, onde a equipe foi entregar o auto de infração pelo desmatamento em Tuparetama

A Equipe Flora da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI-PE) em atuação no Sertão do Pajeú saiu de uma ação, na quinta-feira (9), para imediatamente entrar em outra. Isso ocorreu porque, após constatar um desmatamento de 113 hectares em uma fazenda de Tuparetama, um dos seis municípios inseridos nesta primeira etapa do programa em Pernambuco, os integrantes se deslocaram para entregar o auto de infração ao proprietário em outra fazenda também de sua propriedade, esta no município de São José do Egito, na região. Lá, encontraram 23 animais silvestres de diversas espécies, entre eles dois considerados vulneráveis pela lista vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) – um tucano-de-papo-branco e um jacu.

O proprietário das fazendas foi multado em R$ 114 mil pelo desmatamento, em autuação do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e em R$ 25 mil por cativeiro ilegal de animais silvestres, em outra autuação, esta da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Além do tucano e do jacu, a lista dos animais silvestres apreendidos tem seis arribaçãs, dois galos de campina, dois jabutis, duas araras macão, duas seriemas, dois tatus pebas, um carcará, um macaco prego, uma asa branca, um juriti, uma arara-canindé.

Com os 23 da quinta-feira (9), o balanço relativo aos animais silvestres da Fiscalização Preventiva Integrada já registra 1.017, entre os resgatados de cativeiro ilegal e os de entrega voluntária. São aves (86%), répteis (10%) e mamíferos (4%). Deste total, aproximadamente 40% já foram devolvidos à natureza, em áreas de seus habitats naturais, nas três ações de soltura realizadas durante o programa. O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) montado em um sítio na área rural de Afogados da Ingazeira também já realizou oito pequenas cirurgias em animais resgatados durante a ação.

Sobre CREA-PE

O CREA-PE é o órgão regional de regulamentação e fiscalização do exercício profissional da Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia, nos diversos níveis superior e técnico e é uma autarquia especial federal descentralizada, com autonomia administrativa e financeira. O CREA-PE também conta com escritórios de atendimento em Boa Viagem e Jaboatão dos Guararapes, 14 inspetorias regionais, além do CREA Móvel, veículo que leva todos os serviços da sede e inspetorias para cidades que não têm atendimento.
Free WordPress Themes - Download High-quality Templates