Pesquisador “radiografa” engenheiros do Brasil

Brasília, 23 de junho de 2009 – Uma reflexão sobre os engenheiros do Brasil em face das mudanças promovidas pelo capitalismo. Esse é o objetivo da tese de doutorado do cientista político Andriei Gutierrez, do grupo de pesquisa “Neoliberalismo e Relações de Classe no Brasil” do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Uma das etapas desse estudo, que Gutierrez desenvolve em parceria com o laboratório de economia e sociologia do trabalho (Lest) da Université de Provence, da França, é a aplicação do questionário “Radiografia dos engenheiros no Brasil”. Os interessados em colaborar podem clicar aqui para responder a enquete on-line.

O questionário ficará ativo na internet até o final de agosto. “A previsão é que boa parte dos dados possa ser trabalhada até o final de agosto, para que possamos apresentá-la no Congresso Industrial Relations, que acontece no final de setembro em Warwick, na Inglaterra”, disse Gutierrez, que, atualmente, desenvolve seus estudos na sede do Lest, em Provence, na França. O foco está em entender as transformações políticas e as formas de resistência do trabalho no Brasil e na França.

O Lest é um centro de pesquisas francês, vinculado ao CNRS (órgão que centraliza as pesquisas no país). Ganhou reputação internacional entre 1980 e 1990 a partir de estudos comparativos sobre os trabalhadores técnicos e a organização da produção nos países desenvolvidos. Vários de seus pesquisadores se dedicam direta ou indiretamente a estudos relacionados aos engenheiros, como formação, transformações da profissão, formas de precarização das condições de trabalho e gestão de recursos humanos.

Mariana Silva

Assessoria de Comunicação do Confea