Comitê gestor apresenta Plano Estratégico do Crea-PE para triênio 2012-2014

O comitê gestor apresentou, ontem (21.05), ao presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), José Mário Cavalcanti, as ações estratégicas e operacionais elaboradoras em conjunto com os colaboradores sob a coordenação do consultor Luís Cordeiro Barros para serem executadas no período de 2012 a 2014 neste Conselho. O grupo é formado pelo 2º diretor Administrativo, Tadeu Pontes, pelo chefe de Gabinete, Osvaldo Fonsêca, pelo assessor de Planejamento, Romildo Florentino, pela chefe da Ouvidoria, Kátia Andrade, e pela colaboradora Ana Paula.

De acordo com o assessor de Planejamento, Romildo Florentino, as ações estratégicas definidas perpassam por sete pilares, são eles: reestruturação dos processos internos, sustentabilidade, visibilidade, responsabilidade social e ação cidadã, melhoria da gestão e infraestrutura e expansão nos negócios. O presidente analisará caso a caso e, junto com a Diretoria, definirá quais são as prioridades das ações.      
   
Segundo a previsão do assessor, neste ano, haverá um aumento das ações fiscalizadoras de 13%, em relação ao ano passado, o que representa um incremento na receita de R$ 17 mil. Para 2013 e 2014, o otimismo ainda é maior com elevação de 33% e 61%, respectivamente, no número de fiscalização, provocando um impacto nos cofres de R$ 20 mil e R$ 26 mil, respectivamente.

Já a previsão de crescimento da receita deste ano, em relação ao ano passado, deverá ter um pequeno acréscimo de 1%, neste ano, fechando com arrecadação de R$ 12,9 milhões. Em 2013, a receita deverá aumentar em 8,5%, em relação a 2011, somando R$ 13,7 milhões no fim do ano. Para 2014, haverá um incremento na receita para R$ 17 milhões, que representa um acréscimo
de 25,3%, quando comparado com 2011. A capacidade de investimento médio, nesses três anos, será de R$ 750 mil, segundo os estudos. 

Kele Gualberto
ASC do Crea-PE