Desafios da engenharia são debatidos em Foz

É cada vez mais necessária a participação de profissional da área de Engenharia para dar sustentação aos projetos audaciosos e alguns já colocados em prática no Brasil, como o Programa de Aceleração (PAC), Copa 2014 e o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. O principal questionamento dos presidentes dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia (Creas) é sobre o atendimento da demanda. Esse será um dos temas a ser explanado, a partir desta segunda-feira, durante a 3ª reunião ordinária do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua e 1ª reunião extraordinária do Colégio de Entidades Nacionais do Sistema Confea/Crea, evento este que ocorre pela primeira vez fora de Brasília. A programação será encerrada no dia 30 de maio.

O encontro em Foz contará com a presença dos 27 Crea´s de todo o Brasil. A palestra de abertura deste evento será feita pelo presidente do Crea-PR, engenheiro civil Joel Krüger, com a palestra “CDER-PR em prol do fortalecimento das entidades de classe”. Além de disso, o Krüger abordará outros assuntos prementes com destaque para oportunidades e desafios para os engenheiros em um cenário de crescimento. A expectativa é de que, em 2020, o Brasil precisará de 560 mil a 1,16 milhão de engenheiros. “Essa demanda somente será atendida se 68% dos profissionais com diploma em 2020 atuarem em suas áreas específicas”, disse Krüger.

Hoje, são apenas 38% exercendo essa ocupação. Segundo estimativas, o Brasil está entre os países do mundo que menos formam engenheiros, bem diferente da Rússia, que forma por ano 190 mil engenheiros, da Índia, que forma 220 mil e da China, que lança no mercado 650 mil engenheiros.

Ainda serão discutidas as medidas que precisam ser adotadas como a formação profissional com visão de futuro para competir em um mercado de mudanças rápidas, estímulo ao desenvolvimento de pesquisa e pós-graduação, produção científica e investimento em capacitação. Após a palestra, será realizada a assinatura do Termo de Cooperação técnica entre o CREA-PR, o Senge-PR e a Universidade Positivo. O próximo encontro do Colégio de Presidentes está previsto para ocorrer entre os dias 25 e 27 de julho, em Cuiabá.

Com informações do Crea-PR