Proposta de financiamento de projetos para geração de energia renovável do presidente do Crea-PE é encaminhada para apreciação no Confea

Dos três assuntos incluídos na pauta da 2ᵃ Reunião Ordinária do Fórum de Presidentes dos Creas do Nordeste, por solicitação do presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, foi discutido pelo  grupo, nesta sexta-feira, em Aracaju (SE), a sugestão de criação de uma linha de financiamento da Mútua, para viabilizar projetos de produção de energia renovável, de profissionais associados à Caixa.

Para defender sua posição quanto à criação do benefício, o presidente explicou “nós estamos com a intenção de implantar a energia solar na sede do Crea-PE e na Inspetoria Regional de Petrolina. Quando me foi apresentada a proposta pensei na possibilidade da Mútua criar uma linha de financiamento para esse tipo de projeto”, defendeu Evandro Alencar.

Para mostrar as vantagens do sistema que pretende implantar no Crea-PE, Evandro Alencar apresentou uma simulação do valor estimado de R$ 36 mil, para uma casa de 150 metros quadrados e defendeu que a iniciativa não deveria ser apenas para energia solar, mas para qualquer tipo de energia renovável.

Presente na reunião, o diretor de Tecnologia da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua), engenheiro eletricista Antônio Salvador da Rocha disse ter ficado feliz com a chegada da sugestão do presidente Evandro Alencar. “ A sua reivindicação e a decisão que for tirada nesse colégio sobre a questão são importantes porque respalda e fortalece a proposta”, explicou Salvador.

 

Após a explanação do presidente do Crea-PE, o ex-presidente do regional pernambucano, José Mário Cavalcanti, pediu licença para se retirar porque teve que voltar ao Recife onde tem compromisso, amanhã cedo, mas, antes, fez questão de falar da satisfação de ter feito parte do grupo. “Gostaria de dizer que esse processo em que estive inserido durante seis anos deixou saudades. Quero, mais uma vez, agradecer ao coordenador pelo convite e ao presidente do Crea-PE pelo esforço em viabilizar a minha participação e a boa acolhida do anfitrião, Arício Resende. A todos uma boa noite e um excelente trabalho. Muito obrigado”, concluiu José Mário.

Antes que José Mário se retirasse da mesa, a presidente Giucélia Figueiredo pediu a palavra. “José Mário, neste momento não poderia deixar de registrar a grande contribuição que você deu para o Sistema, mas, além disso, também quero dizer que você sempre agregou e mais, o fez preservando a autonomia na defesa dos interesses dos profissionais pernambucanos e do Brasil e isso é algo fundamental. Acho essa posição importantíssima. Você fez isso com maestria. Não se deixou levar por interesses ou jogos de cartas marcadas. Tenha sempre no Crea-PB um porto seguro”, concluiu Giucélia, sob aplausos dos colegas.

De volta à sugestão do presidente do Crea-PE, Evandro Alencar, o fórum aprovou o encaminhamento de proposta que deverá ser enviada ao plenário do Conselho Federal para apreciação e encaminhamento.

Dilma Moura

ASC do Crea-PE