Um ano novo de crescimento e desafios para o Crea-PE

Após um 2015 de intenso trabalho, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, prepara um 2016 cheio de atividades, visando a melhoria do Sistema Confea/Crea e Mútua e a defesa dos interesses dos seus profissionais. “Em 2016, vamos trabalhar ainda mais. Vamos continuar os projetos desenvolvidos em 2015, implantar novidades e, claro, fortalecer o Conselho, valorizar e defender os interesses de nossos profissionais”, comenta Evandro. Para este início de ano, o presidente já programa para os dias 29, 30 e 31 de janeiro o II Seminário de Lideranças Regionais, que será realizado em Caruaru.

Sobre os destaque do primeiro ano de gestão, Evandro Alencar destaca a realização das Plenárias Itinerantes. “Elas foram um sucesso. Passamos por Carpina e Gravatá, e em ambos os locais com grande êxito, sendo bem recebido pelos profissionais do Sistema e mostrando um pouco de como funcionam os processos internos no Conselho. Por isso, vamos continuar com essa ação, que foi uma promessa de campanha e que tem aproximado o Crea-PE de seus profissionais”, explica o presidente.

O ano de 2016 também marcará o início do funcionamento do Comitê Tecnológico Permanente (CTP), colégio de renomados profissionais que irão debater e propor soluções tecnológicas para os problemas da sociedade. O CTP, também um dos compromissos de campanha de Evandro, começou a ser desenhado ainda em 2015, tendo seu ponto máximo na nomeação e posse dos 12 profissionais que integrarão o Comitê. O CTP ainda será formado pelo presidente, pelo 1° vice-presidente e mais um conselheiro, que será indicado pelo plenário.

“O CTP é ferramenta para pensarmos as nossas profissões. É a Engenharia e a Agronomia voltadas para a sociedade”, afirma Evandro. Este ano, segundo o presidente, o CTP irá contribuir de maneira mais eficaz na produção dos Cadernos do Semiárido, projeto idealizado pelo professor e engenheiro Mário Antonino. A publicação reúne ensaios técnicos sobre as oportunidades e potencialidades da região do semiárido.

Para este ano, o presidente do Crea-PE ainda prepara a implantação do Crea Móvel, unidade que irá percorrer diversas localidades do Estado, levando o Conselho para todos os locais. Ainda no plano de trabalho para 2016 está a ampliação do Crea Júnior Pernambuco, que em menos de um ano já é um dos destaques no País, e a implantação do Sitac, sistema que já foi adquirido e que irá permitir o atendimento 100% online.

FISCALIZAÇÕES
Como não poderia deixar de ser, a atividade precípua do Conselho ganha mais um reforço em 2016. Depois de um ano de intensa movimentação, onde o Crea-PE passou por mais de 150 cidades do Estado, adquiriu novos veículos e contratou fiscais, o Departamento de Fiscalização organiza uma série de Fiscalizações Preventivas Integradas (FPI), com destaque para as ações de Carnaval e de São João, e de Fiscalizações Dirigidas, que irão passar por diversas cidades do Interior e da Região Metropolitana.

“A fiscalização é a forma de defendermos a sociedade e aos profissionais. A partir do momento que asseguramos que só pessoas habilitadas e devidamente registradas executem os serviços de Engenharia e Agronomia, estamos protegendo e valorizando os profissionais e garantindo a boa qualidade dos serviços prestados”, explica Evandro Alencar.

Rui Gonçalves
ASC do Crea-PE