Crea-PE prioriza eficiência e prestação de serviços na nova gestão

“Esse projeto só terá sucesso com a participação efetiva de cada um dos colaboradores.” A fala do novo presidente do Conselho de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Adriano Lucena, sintetiza bem o espírito de colaboração e mudança de cultura que a nova gestão pretende implantar no Conselho. O primeiro dia de trabalho presencial da nova equipe, na sede do Crea-PE, na manhã desta segunda-feira (4), foi um momento de falar de futuro e de transformação, mas, principalmente, de ouvir a voz dos colaboradores e convidar a todos para fazer parte deste novo projeto.

“O momento agora é de trazer cada colaborador para junto. Porque nós precisamos ter um Crea-PE que esteja prestando um serviço aos profissionais e à sociedade, com uma engenharia protagonista neste debate do dia a dia de cada cidadão”, afirmou Adriano Lucena.

O presidente fez questão de conhecer e cumprimentar cada um dos funcionários. “Fui em cada departamento, cada sala, conversar com cada um dos colaboradores, olhando no olho, pra dizer que a gestão mudou. A cultura nossa é de valorização dos colaboradores, para que possamos prestar um serviço de qualidade e com eficiência a todos os profissionais. O Crea de Pernambuco será diferente”, reforçou Adriano Lucena.

“O momento agora é de trazer cada colaborador para junto. Porque nós precisamos ter um Crea-PE que esteja prestando um serviço aos profissionais e à sociedade, com uma engenharia protagonista neste debate do dia a dia de cada cidadão”

Adriano Lucena

PRIORIDADES

Uma das prioridades sinalizadas pelo novo presidente é melhorar a prestação de serviço. “O profissional não pode chegar no Crea e não ter o seu problema resolvido. Precisamos criar uma cultura de resolver o problema do profissional com agilidade, eficiência e segurança. Essa é condição sine qua non. A primeira delas”, destacou.

Garantir condições de trabalho adequadas para os colaboradores e implantar uma nova cultura de eficiência dentro do Crea-PE também estão entre as ações primordiais da nova gestão. “É muito importante melhorar a estrutura física do Crea, investir na preparação de cada profissional, para que ele possa entender o mundo moderno, o munda da tecnologia, o mundo corporativo. É isso o que nós queremos e vamos implementar de forma urgente”, disse Adriano Lucena.


Após visitar todos os departamentos, a nova gestão teve uma conversa com os atuais colaboradores no auditório do Crea, respeitando todas as regras sanitárias de distanciamento social. O encontro foi acompanhado, de forma virtual, por todos os colaboradores que estão trabalhando em home office e também nas inspetorias do Estado.

Na oportunidade, o presidente reforçou a disposição para o diálogo. “A construção do novo projeto será coletiva. Nada será feito sem democracia e sem que haja a participação de cada um. Mas, claro, com decisão e foco. Para que as medidas possam efetivamente serem implantadas.”



Na conversa, o presidente ressaltou também que o Crea-PE será de todas as engenharias. “Vamos encontrar um ponto de equilíbrio para que haja no Conselho representatividade de todas as modalidades, dos geográficos, agronômicos, cartógrafos, engenheiros civis, de pesca, florestais”, afirmou, destacando que a nova equipe da gestão incorpora esse pensamento, com a participação de profissionais de várias modalidades.