Capa > Arquivo > Confea e Instituto Ethos criam cartilha contra corrupção na construção civil

Confea e Instituto Ethos criam cartilha contra corrupção na construção civil

 

O Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) e o Instituto Ethos, utilizando o conhecimento dos engenheiros, criarão uma cartilha que oriente pessoas leigas na área a identificarem sinais de corrupção na construção civil. A publicação, que tem como um dos principais alvos a fiscalização das obras da Copa de 2014, orientará sobre contratos de leitura difícil e canais de denúncia. O anúncio da publicação foi feito pelo vice-presidente do Instituto Ethos, Paulo Augusto Itacarambi, durante a audiência pública Confea/Crea em Campo que ocorreu em São Paulo.
 
O executivo disse enxergar a Copa do Mundo como oportunidade de criar mecanismos de participação popular no controle dos custos das obras que fiquem para depois da Copa. "Ao final de cinco anos, gostaríamos de ter mais transparência, integridade e controle social sobre as ações públicas e privadas", disse. "A Copa é uma oportunidade de apresentar a boa engenharia brasileira. E boa engenharia exige planejamento e projeto bem feito – se isso for cumprido, resolvem-se todos os males", complementou.
 
Uma forma de viabilizar a integridade nas administrações pública e privada são os acordos setoriais, que, conforme explica Itacarambi, convidam empresas de segmentos específicos (saúde, construção civil, energia e transporte) a se comprometerem com a não participação em qualquer prática de baixa integridade. "Ao aceitar o acordo, a empresa se submete a um comitê de ética autônomo. Ou seja, se entrar em conluio, cartel, ou qualquer outra prática antiética, a empresa será denunciada", explicou, completando que os acordos setoriais são iniciativas bem-sucedidas em outros países.
 
Transparência é outra meta proposta pelo Instituto Ethos, que será medida pelos indicativos de quais cidades e estados-sede estarão publicando todos os investimentos públicos feitos após a Copa do Mundo. "No ano que vem, com a eleição das prefeituras, vamos tentar conseguir o compromisso de campanha dos candidatos de publicarem todos os gastos da prefeitura e cobraremos depois", comentou.

 

* Fonte: Assessoria de Comunicação do Confea

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates