Capa > Destaque > Conselheira Roberta Meneses representa presidente do Crea-PE no II Seminário pernambucano de Direito à Cidade

Conselheira Roberta Meneses representa presidente do Crea-PE no II Seminário pernambucano de Direito à Cidade

A Conselheira da Câmara Especializada de Engenharia Civil (CEEC), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Roberta Meneses representou o presidente do Conselho, Evandro Alencar, na manhã de hoje (terça-feira, 29), no II Seminário Pernambucano de Direito à Cidade, no auditório Carlos Wilson, 10° andar do edifício sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Realizado pela Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE ), por meio da coordenação de Direito à Cidade, e do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE), o encontro reuniu  prefeitos, vereadores, secretários municipais, advogados, promotores de justiça, e toda sociedade civil.

Participando da mesa diretiva do evento como representante do presidente Evandro Alencar, Roberta Meneses defendeu que as construções devem respeitar a conservação dos espaços públicos. “Perdemos grandes áreas verdes em alguns bairros da cidade, com o objetivo de viabilizar o tráfego. No entanto, sabemos que esse tipo de intervenção não traz os resultados pretendidos”.

“O Crea está disponível para ajudar na troca de saberes e para se juntar a outras forças para lutar por um estado melhor para todos os cidadãos”, prometeu.

Ainda segundo informações da conselheira, o evento tratou de questões relativas à política de automóveis circulantes no Estado, em especial, na cidade do Recife, onde o caos instalado no trânsito inviabiliza a mobilidade dos cidadãos com segurança, praticidade e agilidade.

Alguns participantes defenderam a criação e preservação de espaços verdes que favorecem a sustentabilidade das cidades e do planeta, assim como a criação de mais ciclovias e investimento do poder público em transportes públicos de Qualidade.

Fazendo um comparativo entre as condições de mobilidade oferecidas nas cidades da Europa e no Recife, um dos palestrantes disse haver um grande contrassenso. “Na Europa os ricos se locomovem em transportes públicos, na nossa cidade ocorre o contrário. Precisamos trabalhar, para mudar essa cultura desigual que ocorre no Recife e nos grandes centros urbanos do País”, propôs.

Os palestrantes ainda fizeram com que o público do evento refletisse quanto à cidade que querem morar, convidando todos a participarem dos diálogos sobre as questões de mobilidade, sustentabilidade e transporte público de qualidade.

O evento, que contou com a participação de representantes do Crea-PE, OAB, Amupe, UVP e do CAU-PE continuará no período da tarde.

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates