Engenheiro inventor do bina telefônico, Nélio Nicolai morre aos 77 anos no DF

O engenheiro eletrotécnico mineiro Nélio José Nicolai, 77 anos, morreu na quarta-feira (11/10). Nicolai, que é o inventor do bina, sistema identificador de chamadas de telefones, não resistiu a complicações cardíacas. Nesta quinta (12), familiares e amigos deram o último adeus a Nicolai no Cemitério Campo da Esperança da Asa Sul.

Mais do que brasileiro, o identificador de chamadas é um produto brasiliense. Foi desenvolvido em 1977, quando Nicolai trabalhava na empresa Telebrasília. A ideia era diminuir o número de trotes, com a possibilidade de saber a origem das ligações. A invenção se popularizou rapidamente e, na era dos celulares, acabou por beneficiar mais de 7 bilhões de usuários dos serviços telefonia ao redor do mundo.

O trabalho de Nicolai é reconhecido pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). Ele também foi homenageado pelos Correios com a criação de um selo que fez parte da série “Invenções Brasileiras.
Na década de 1980, o primeiro projeto do bina foi registrado na capital federal. Um dos primeiros órgãos a se beneficiar diretamente com a tecnologia foi o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), que conseguiu reduzir o número de trotes recebidos.