Capa > Destaque > Presidente do Crea-PE visita obra do Gasoduto no Interior do Estado

Presidente do Crea-PE visita obra do Gasoduto no Interior do Estado

Site2Em viagem ao Interior do Estado onde cumprirá compromissos de sua agenda, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, visitou, na manhã desta quinta-feira (18), as obras de interiorização do gás natural, no município de São Caetano. A primeira etapa dos trabalhos foi iniciada em 2009 e ligou o Recife a cidade de Caruaru por 120 km de tubulação, beneficiando também os municípios de Moreno, Pombos, Vitória de Santo Antão, Sairé, Chã-grande, Gravatá e Bezerros.

Na oportunidade, o presidente foi recebido pelo diretor técnico Comercial da Copergás, Jailson Galvão, pelo coordenador de Obras, engenheiro Murilo Lobo Cezarotti e pelo Gestor de Planejamento e Controle de Contratos, o também engenheiro Getúlio Melo, este último, inclusive, eleitor do atual presidente. “Votei em você na eleição para presidente do Crea-PE, juntamente com outros amigos, por acreditar e querer o novo”, confessou.

O projeto, que terá quatro fases, está na segunda delas. Com a construção de mais 125 km, o gasoduto Recife-Caruaru será estendido,site3 ligando a Capital do Agreste a Belo Jardim, numa primeira fase, com 50 km de extensão, e de Belo Jardim a Arcoverde, numa segunda etapa, compreendendo mais 75 km. Os investimentos desses trechos estão estimados em R$ 350 milhões.

O presidente Evandro Alencar se comprometeu com o grupo de, dentro em breve, visitar o escritório da Copergás, aqui no Recife, onde conversará com profissionais sobre a obra e outros assuntos de interesse da categoria. A iniciativa tem por objetivo, além da visita de cortesia, estreitar as relações entre as duas instituições.

Gasoduto

Toda a obra de interiorização do gás natural consiste em um gasoduto com 12 polegadas de diâmetro para abastecer, inicialmente, os setores industrial e automotivo. O projeto completo possui quatro fases, que ligam a Capital ao Sertão (Recife – Araripina) e soma 1.079km. Além da construção do trecho Recife-Caruaru, o projeto é composto também por outras fases que envolvem os trechos Pesqueira-Araripina e mais dois ramais: São Caetano-Garanhuns e Salgueiro-Petrolina.

O produto chega ao Sertão do Araripe, hoje, na sua forma comprimida. O Gás Natural Comprimido (GNC) é levado em cilindros especiais acondicionados em carretas para atendimento aos clientes. Esta é, inclusive, a finalidade da Central de Distribuição de Gás Natural de Caruaru. De lá, o combustível é levado por carretas para os municípios que ainda não possuem gasodutos. Visando acelerar a economia desses lugares, o Governo de Pernambuco autorizou a isenção do ICMS para o GNC na Região do Araripe, proporcionando maior desenvolvimento e benefícios ambientais.

Atualmente, a Copergás tem uma estação de compressão em Caruaru, que transforma o gás natural em Gás Natural Comprimido (GNC). Depois disso, ele pode ser transportado em carretas. Quando o trecho Caruaru-Belo Jardim estiver concluído, essa estação passará a funcionar em Belo Jardim. E, posteriormente, quando o gasoduto chegar a Arcoverde, a estação passará a funcionar naquela cidade.

A empresa está considerando a hipótese de trocar a estação de GNC que será construída em Arcoverde por uma estação de Gás Natural Liquefeito (GNL). O GNL pode ser transportado numa quantidade maior do que o GNC e também por uma distância maior.

A região do Araripe, uma das que serão beneficiadas pelo projeto, produz cerca de 90% de todo o gesso do País e um dos problemas do setor é encontrar uma forma barata de combustível. A matriz energética das empresas do polo gesseiro já foi trocada várias vezes. A maioria das empresas daquela região usa a lenha.

Dilma Moura

ASC do Crea-PE

 

 

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates