Blitz do Crea vistoria o Parque da Jaqueira e identifica falhas de manutenção na rede elétrica, poda de árvores e falta de água

blitz_docreaAconteceu na manhã desta terça-feira (08), a segunda ação do Blitz no Crea. O parque da Jaqueira foi o local escolhido pelo presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, e pelos profissionais que integram as Câmaras Especializadas do Conselho para ser vistoriado pela equipe que envolveu também, os diretores Luiz Antônio e José Carlos Pacheco, o chefe de Gabinete, Joadson de Souza Santos, o Gerente de Fiscalização, Marcílio Leão, o gerente de Controle de Processos, Frederico Bastos, da Inspetora Liliana Maranhão e fiscais do Conselho.

Na vistoria, acompanhada desde o início pela imprensa local, os técnicos encontraram problemas com relação à segurança dos brinquedos, à parte elétrica com fiação exposta em vários locais. Já nas edificações do parque foi constatada desde falta de água, infiltração até cupins. Outra preocupação dos técnicos na área de Agronomia diz respeito à falta de conservação e manutenção incluindo a poda das árvores. “Aqui estão sendo cultivadas arvores nativas de países frios, com o nosso clima tropical, mesmo que as arvores possam sobreviver é comum encontra-las com os troncos secos e o perigo consiste exatamente nisso. Essas árvores podem cair e atingir qualquer pessoa que caminha pela pista”, disse o engenheiro florestal Everson Batista.

blitz_creaOutra situação bastante preocupante apontada pelos técnicos é com relação a um poste que tem um registro, no entanto, travado. Isso significa que, se alguém sofrer um choque morrerá sem tempo de ser socorrido, já que o mecanismo de disparo e, consequente, de corte da descarga elétrica está travado. Rachaduras no asfalto da pista utilizadas por milhares de pessoas também foram verificadas pela equipe que aponta a falha como sendo passível de causar queda dos usuários.

Concluídos os trabalhos, como explicou o presidente Evandro Alencar aos veículos de comunicação, será elaborado individualmente, laudos periciais por modalidade e, em seguida, esses laudos irão consubstanciar um documento único que será enviado ao órgão responsável pela manutenção do parque apontando os problemas e sugerindo soluções. “Estamos fazendo a nossa parte. Cuidando, no que nos cabe, do que se refere à garantia da segurança da população. Assim, depois desta ação, encaminharemos documento ao órgão competente. No entanto, não temos como obrigar que as nossas sugestões sejam executadas. Contamos com a responsabilidade e o bom senso dos responsáveis, mas iremos cobrar”, disse Evandro Alencar.

Já está definido que as próximas ações do projeto Blitz do Crea acontecerão até o final de dezembro e serão realizadas em um morro com risco iminente e em um mercado público da região metropolitana. Mas, por enquanto, a definição dos locais ainda não será divulgada.

A ação contou com os conselheiros Alexandre Mercanti, Francisco Araújo, Everson Batista, Waldir Duarte Costa Filho, Luiz Gonzaga Guedes.

Dilma Moura

ASC do Crea-PE