Com auditório lotado, 3° Seminário de Lideranças Regionais do Sistema Confea/Crea e Mútua reúne conselheiros, inspetores e sociedade

AberturaA abertura da 3ª edição do Seminário de Lideranças Regionais do Sistema Confea/Crea e Mútua, realizada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), no Garanhuns Palace Hotel, nesta sexta-feira (27), reuniu conselheiros – novos e veteranos, inspetores, estudantes e profissionais das áreas tecnológicas e sociedade. Ladeado pelos diretores regional e nacional da Caixa de Assistência aos Profissionais do Crea (Mútua), Augusto Nogueira e Marcelo Morais, respectivamente, o presidente do Crea-PE, Evandro Alencar, deu as boas-vindas aos participantes e destacou a importância de realizar o evento em Garanhuns.

Em sua fala, o presidente do Crea-PE apresentou ações e projetos desenvolvidos em sua gestão. Entre eles, o Blitz do Crea, o Crea na Estrada, o Terça no Crea, a implantação do Crea Júnior Pernambuco, Seminário Riquezas e Oportunidades. “Eu sempre falo que durante a minha campanha à presidência do Conselho, eu ouvi muito que o Conselho é apenas um cartório. E estamos trabalhando incansavelmente para transformar esse cartório. Não podemos deixar de ser cartório, mas precisamos prestar mais serviços. Sempre digo que o Crea não existe para fiscalizar, o Crea existe para proteger à sociedade”, afirmou Evandro.

Ele ainda falou sobre os benefícios para os profissionais. “Estamos no terceiro ano de nossa gestão, coincidentemente é também um ano de crise para todos. Mesmo com esse cenário de crise, estamos empenhados em fazer um trabalho voltado para todos os profissionais”, destacou Evandro. Após sua fala, o engenheiro agrônomo Emídio Cantídio ministrou a palestra “Educação, Conhecimento e Sociedade: Novos Desafios nas suas inter-relações”. Na ocasião, ele destacou as questões sobre formação profissional e capacitações.

Palestrante01Em seguida, o engenheiro civil José Almir Cirilo ministrou palestra “Pernambuco Tridimensional- PE3D”, programa desenvolvido pelo Governo de Pernambuco que fez o mapeamento digital a laser, em alta resolução dos 98 mil quilômetros do território pernambucano. No seu pronunciamento, Cirilo apresentou peculiaridades e funcionalidade do PE3D. O programa usa a metodologia de aerofotogrametria. Com o trabalho, é possível conhecer cada metro quadrado de Pernambuco com detalhes. O mapeamento usa escalas de 1:1.000. O PE3D tem enorme potencial de utilização para as intervenções que requerem detalhamento preciso do terreno, como estradas, ferrovias, barragens, sistemas de irrigação, redes de água, esgotos, energia, gás, serviços de mineração e toda a gama de empreendimentos públicos e privados de maior porte.

Para finalizar a noite, o presidente agradeceu a presença de todos. O Seminário continua neste sábado a partir das 9h.