As cores das campanhas de saúde - mês a mês

Você já deve ter se deparado com as campanhas de saúde que envolvem cores mês a mês. Maio Amarelo, Outubro Rosa ou Novembro Azul possivelmente são termos familiares a você, mas você sabe como surgem essas campanhas e qual é, de fato, o objetivo delas? Esse calendário colorido da saúde tem o objetivo de conscientizar a população sobre os perigos causados por algumas doenças.

Como são estabelecidas as cores dos meses nas campanhas?

Ainda não existe um calendário oficial estabelecido sobre a cor de cada mês. Dessa maneira, associações médicas, por exemplo, quando reunidas podem determinar a cor para um mês como forma de conscientização.

A disseminação das campanhas ocorrem, sobremaneira, de acordo com o engajamento da mídia, empresas, clínicas, hospitais, indústria farmacêutica, organizações não governamentais, instituições públicas ou privadas e até com a participação de monumentos que são iluminados com a cor do mês. Ou seja, quanto maior for a divulgação, maior é a chance de a cor escolhida seja fixada na mente das pessoas e associadas imediatamente à sua causa.

Inquestionavelmente, os meses de outubro e novembro recebem um destaque maior devido às campanhas que favorecem o engajamento das pessoas, resultando assim no Outubro Rosa e no Novembro Azul, com foco na prevenção ao câncer de mama e ao câncer de próstata, respectivamente. Mas, você sabia que praticamente todos os meses do ano recebem uma cor? Sendo que, às vezes, as cores dos meses se coincidem.

Janeiro Branco

Janeiro Branco é um alerta sobre a saúde mental. A campanha visa demonstrar a importância que cuidar da saúde não significa apenas cuidar da saúde do corpo. Cuidar da mente também é fundamental para o total bem-estar e equilíbrio entre corpo e mente.

Fevereiro Roxo e Laranja

Fevereiro Roxo é o mês de conscientização sobre doenças como: lúpus, fibromialgia e mal de alzheimer. Fevereiro Laranja, por sua vez, conscientiza sobre a leucemia.

Março Lilás e Azul

Março Lilás é o mês de conscientização e prevenção ao câncer do colo do útero. Março Azul é mês de prevenção ao câncer colorretal.

Abril Verde e Azul

Abril Verde é considerado o mês de prevenção ao acidente de trabalho. Abril Azul é o mês de debate e conscientização sobre o autismo.

Maio Amarelo e Vermelho

Maio Amarelo é o mês de prevenção ao acidente de trânsito. Maio Vermelho tem o objetivo de conscientizar sobre a Hepatite.

Junho Vermelho e Laranja

Junho Vermelho é o mês de conscientização sobre a importância da doação de sangue. Junho Laranja é voltado para a conscientização sobre a anemia e leucemia.

Julho Amarelo

Julho Amarelo tem o objetivo de conscientizar a população sobre as hepatites virais e o câncer ósseo.

Agosto Laranja e Dourado

Agosto Laranja tem como objetivo informar e conscientizar sobre a esclerose múltipla. Agosto Dourado é para conscientizar sobre a importância do aleitamento materno.

Setembro Verde e Amarelo

Setembro Verde faz referência à conscientização sobre a doação de órgãos e prevenção do câncer de intestino. Setembro Amarelo é o período de prevenção e conscientização sobre o suicídio.

Outubro Rosa

Outubro Rosa é uma das campanhas mais conhecidas, mês de prevenção ao câncer de mama.

Novembro Azul

Novembro Azul é o mês de prevenção ao câncer de próstata.

Dezembro Vermelho e Laranja

Dezembro Vermelho é considerado o mês de prevenção a AIDS. Dezembro Laranja tem como objetivo conscientizar e combater o câncer de pele.

Qual a importância dessas campanhas e o que aprender com elas?

As campanhas mensais temáticas expostas acima são um alerta para a conscientização sobre a prevenção de doenças, abertura de debates sobre cada doença, prevenção e troca de experiências com pessoas que superaram a doença.

Em síntese, a importância de todas essas campanhas se reflete na disseminação do cuidado com a saúde e do alerta aos pequenos sintomas do corpo e da mente.

É possível aprender com elas que, por mais que a vida atual esteja bastante acelerada, é necessário se cuidar, manter uma alimentação equilibrada, fazer exames laboratoriais e de imagens, ir ao médico com uma frequência determinada, não hesitar em fazer uma consulta após um alerta de que algo não vai bem, fazer exercícios, relaxar a mente e manter um equilíbrio em todos os aspectos da sua vida. Cuide-se bem e consulte seu(s) médico(s) quando necessário!