Home > Destaque > Crea-PE realiza 9ª edição do Congresso Estadual de Profissionais

Crea-PE realiza 9ª edição do Congresso Estadual de Profissionais

DSCN1149Foi realizada na noite da sexta-feira (17), no auditório Joseph Mesel, na Escola Politécnica de Pernambuco (POLI), a solenidade de abertura do 9º Congresso Estadual de Profissionais (CEP-PE). Os trabalhos do evento foram desenvolvidos durante a sexta-feira à noite e durante todo o dia do sábado (18).

A mesa diretiva do evento foi composta pelo presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, diretor da Escola Politécnica de Pernambuco, professor José Roberto Cavalcanti, coordenador da Comissão Organizadora Regional (COR-PE) do CEP, Plínio de Sá, diretor presidente da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua), Paulo Roberto Guimarães e pelo diretor Geral da Mútua Regional, Augusto Nogueira.

 

IMG_1845

Dando início aos trabalhos da noite, o presidente Evandro Alencar disse “É com muita honra e alegria que abrimos o 9º CEP de Pernambuco para tratarmos das propostas que encaminharemos ao 9º Congresso Nacional de Profissionais (CNP) que acontecerá em Foz do Iguaçu (PR), durante os dias 1º, 2 e 3 de setembro de 2016.

Em seguida, o coordenador da Comissão Organizadora Regional (COR-PE), Plínio de Sá, falou da satisfação de concluir a primeira etapa do CNP com o término da realização dos 10 Encontros Microrregionais, realizados nos municípios de Petrolina, Araripina, Arcoverde, Serra Talhada, Salgueiro, Garanhuns, Goiana, Carpina, Caruaru e Gravatá.  “Os trabalhos ocorreram em clima de muito interesse com um total de 130 propostas, perfazendo uma média de 13 por encontro. Estas propostas, sistematizadas, farão parte, juntamente com outras que serão tiradas deste encontro, das 20 melhores sugestões que forem eleitas para serem encaminhadas ao Congresso Nacional de Profissionais (CNP). Aqui também, serão eleitos 15 delegados que, juntamente comigo, representarão o nosso estado no 9° CNP. Tenho certeza que, concluídos os trabalhos teremos logrado êxito”, explicou Plínio de Sá.

DSCN1114Já o diretor Geral da Mútua em Pernambuco, Augusto Nogueira falou da parceria que está sendo desenvolvida entre a instituição social e o Crea-PE. “A Mútua esteve presente nestes eventos apoiando o Crea-PE e, mais uma vez, queremos agradecer a possibilidade de juntamente com o Crea-PE participar deste importante Congresso”, agradeceu o diretor.

Convidado a falar, o diretor da Escola Politécnica de Pernambuco (POLI), José Roberto Cavalcanti também falou da satisfação e da alegria de receber na Escola, os profissionais da Engenharia. “Esta escola produz grande parte dos engenheiros que compõem o mercado. A POLI é o braço da Engenharia da Universidade de Pernambuco (UPE). Aqui estudam 3.500 alunos nos sete cursos de graduação que oferecemos. Nos quatro cursos de mestrado temos 400 alunos e, nos 17 cursos de especialização, temos 300 alunos matriculados. Nossa missão é o desenvolvimento do Estado de Pernambuco. Para definirmos os cursos que atualmente ofertamos, fizemos um trabalho junto à sociedade, ao Sinduscon, ao Sinaenco e a Ademi para saber o que o nosso mercado estava precisando.”, concluiu acrescentando que “tenho certeza de que todos vocês farão um excelente trabalho”.

O diretor presidente da Mútua, Paulo Roberto Guimarães agradeceu ao presidente Evandro Alencar a parceria com a instituição definindo-o como um grande incentivador e motivador. “Esse trabalho tem fortalecido muito as ações do profissional de conhece melhor a Mútua, que funciona como o braço social do Sistema”, disse Paulo Guimarães lembrando que o criador da Caixa de Assistência, foi o engenheiro Saturnino de Brito, que realizou muitos trabalhos de Engenharia no Brasil e, em Pernambuco, foi responsável por grande parte dos trabalhos de saneamento na cidade do Recife.

Em seguida, Paulo Guimarães fez apresentação institucional da Mútua falando, inclusive, dos benefícios não embolsáveis e reembolsáveis oferecidos aos associados.

Com a palavra, o presidente Evandro Alencar disse que tem procurado utilizar os espaços da Engenharia, como o auditório da POLI, já que a sua gestão como foco na reaproximação do Crea-PE com as instituições de ensino, entidades, sindicatos e demais instituições ligadas à Engenharia.

Cumprimentando autoridades, conselheiros, profissionais e estudantes, o presidente falou sobre o evento. “Entendemos que esse é um momento de suma importância para o objetivo que temos que é de aproximar o Crea-PE de todos os profissionais em todo o Estado de Pernambuco. Agradeço a presença e o empenho dos inspetores das 10 regionais onde aconteceram os congressos, à Comissão Organizadora, todos se empenharam bastante e estamos aqui hoje e amanhã com o resultado do que foi feito que será enriquecido com mais esta etapa. Quanto à parceria da Mútua Pernambuco ratificamos a presença dos representantes regionais em todos os 10 Encontros Microrregionais. Toda a diretoria é muito atenciosa com o Crea-PE e se algum de vocês precisarem da Mútua serão atendidos da mesma forma. Registro ainda, que o benefício Energia Renovável, foi proposta nossa e teve sua aceitação aprovada em tempo recorde”, lembrou o presidente.

Sobre o Sistema, o presidente expôs a sua opinião. “O que entendo é que o nosso Sistema passa, hoje, como todo o País, por muitas turbulências, com muitas judicializações. Defendo que passemos a ter um Sistema, por que somos um Sistema apenas no papel. Nossas ações são desencontradas. Ontem no Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, aprovei uma ação simples, mas, forte do ponto de vista da integração. Para quem já foi a Soea sabe que sempre houve distribuição dos stands por regionais. A proposta que fiz e foi aceita, foi que já nesta 73º Soea a distribuição seja feita de forma aleatória e por sorteio. Nós nos conhecemos, mas os profissionais, que muitas vezes estão indo pela primeira vez, precisam conhecer o que os demais Creas fazem e assim também propiciamos uma maior integração das profissões”, explicou Alencar.

Ainda sobre as propostas que tem conseguido aprovar no Colégio de Presidentes, Evandro Alencar explicou que tem sido possível tomar conhecimento da situação de cada uma, antes da reunião seguinte.  “A minha proposta de Mídia Nacional foi aceita e já temos destinados R$ 15 milhões de reais para divulgar a importância do nosso Sistema e qual é o nosso papel. Por tudo isso, digo que esse é o momento que temos que buscar melhorias sugerindo e cobrando o que ficar decidido aqui nesse CEP que é um fórum deliberativo”, ressaltou o presidente.

Por fim, desejando um bom trabalho a todos e dizendo da certeza de que “conseguiremos apresentar propostas bem embasadas e com bastante capilaridade para o Sistema”, Evandro Alencar passou a palavra para o gerente Geral de Revitalização e Sistemas Rurais da Secretaria Executiva de Recursos Hídricos do Estado, Mauro Roberto de Souza Lacerda, que abordou o tema “Grandes Desafios Hídricos do Estado”.

Mauro Lacerda falou do que está sendo feito para garantir a manutenção da oferta hídrica para a população, baseado num trabalho, inédito, que terá início a partir de um levantamento feito por meio de tecnologia que usará o laser para uma leitura panorâmica de toda a topografia do Estado. De acordo com o palestrante, todo o processo deverá ser concluído até o final do ano. Após a palestra foi aberto espaço para o esclarecimento de dúvidas dos profissionais presentes e logo após foram encerrados os trabalhos da noite.

Dilma Moura

ASC do CREA-PE

Check Also

Força tarefa do Crea-PE percorre Araripina e cidades vizinhas na Fiscalização Dirigida até a sexta-feira

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), está realizando Fiscalizações Dirigidas, presencialmente …