Home > Destaque > Eduardo Campos e o Sistema Confea / Crea e Mútua

Eduardo Campos e o Sistema Confea / Crea e Mútua

Osvaldo e ArraesPernambuco e o Brasil perderam uma pessoa diferenciada da média dos políticos brasileiros, o ex-governador Eduardo Campos.

A relação de Eduardo Campos com o Sistema CONFEA / CREA e MÚTUA teve início no final da década de 1980, quando ainda, como vice-presidente do CREA-PE, na gestão de Jaime Gusmão Filho, fiquei à disposição do Conselho, com ônus para o Estado onde fazia parte dos quadros de funcionários.

O secretário Eduardo Campos foi quem intermediou junto ao governador Miguel Arraes essa autorização.

Quando participava do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CONFEA, composição da época, o governador Miguel Arraes participou de vários eventos do Conselho, sempre com a intermediação do seu neto Eduardo Campos.

Eduardo nunca recusou um convite para participar de plenárias do CONFEA, debatendo com os conselheiros os problemas brasileiros que interessavam à comunidade vinculada ao Sistema.

Um fato que merece registro da participação de Eduardo Campos ocorreu quando, a então deputada Zulaiê Cobra do PSDB-SP relataria em uma comissão da Câmara dos Deputados, projeto de lei que extinguia a taxa cobrada de ART dos CREAs.

Procurada, falou que só atenderia ao seu governador, o engenheiro Mário Covas, que a orientou pela aprovação do PL.

O então presidente do CONFEA engenheiro Henrique Luduvice solicitou-me que contatasse o deputado Eduardo Campos que fazia parte daquela comissão como suplente.

Eduardo concordou uma vez, segundo ele, aquela comissão permitia que o suplente poderia pedir “vistas” do projeto e com isso, automaticamente seria arquivado com o final do período legislativo.

Osvaldo e Eduardo CamposOcorre que, naquele mesmo dia, seu avô Miguel Arraes de Alencar estaria sendo homenageado no plenário do Congresso Nacional.

Combinamos que, assim que o projeto estivesse para ser relatado, chamaríamos no plenário para que ele solicitasse a sua retirada de pauta.

Assim foi dito e assim foi feito, e até hoje as taxas de ART existem, graças a esse compromisso que o então Deputado Federal Eduardo Campos tinha com o Sistema CONFEA – CREA e MÚTUA.

Eduardo também participou de vários eventos do CREA-PE, já como governador do Estado de Pernambuco, contribuindo sempre, com os engenheiros, na compreensão do processo de desenvolvimento nacional.

Tenho certeza que meu sentimento de respeito, admiração e gratidão para com Eduardo Campos é compartilhado por todos que fazem o Sistema CONFEA / CREA e MÚTUA, e também o sentimento de perda e solidariedade para com a família desse pernambucano que orgulha todos os que aqui participaram da sua curta trajetória de vida, é dividido com todos.

Estes fatos marcam o quanto Eduardo foi importante para essas categorias profissionais, a despeito de não ter tido a formação de engenheiro.

Descanse em paz!

Arquiteto OSVALDO FONSÊCA.

Ex-presidente do CREA-PE, ex-superintendente do CONFEA, ex-superintendente da MÚTUA, ex-superintendente do CREA-AL e atual chefe de gabinete do CREA-PE.

(Com muita saudade).

Check Also

Leonardo Sales é novo diretor financeiro da Mútua em PE

Leonardo Sales, eleito diretor financeiro da Mútua (à esquerda), acompanhado do candidato José Carlos Pacheco …