Capa > Destaque > Evandro Alencar propõe criação de GT com a presença do CAU-PE para debater questões comuns às categorias profissionais

Evandro Alencar propõe criação de GT com a presença do CAU-PE para debater questões comuns às categorias profissionais

CAU_2

Visita foi o primeiro contato entre os presidentes do Crea-PE e do CAU-PE

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, propôs, nesta segunda-feira (02),  ao presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU-PE), Roberto Montezuma, a criação de um grupo de trabalho para debater questões pertinentes às profissões dos conselhos de classe. A proposta foi feita em reunião entre os presidentes na sede do Crea-PE e ainda será votada pela diretoria do Regional e, em caso de ser aprovada, deverá ser submetida ao Plenário da casa. O encontro contou ainda com a presença do chefe de Gabinete e do diretor administrativo do Crea-PE, Joadson de Souza Santos e Plínio Sá, respectivamente, além do vice-presidente do CAU-PE, Roberto Freitas, e do assessor Bruno Ferraz.

“Estou muito feliz de recebê-los no Conselho. Eu já queria ter ido no CAU, só que não tive tempo ainda. Vocês sabem que começo de gestão é tempo de arrumar a casa ao nosso modo”, cumprimentou Alencar. O vice-presidente do CAU-PE, Roberto Freitas, deixou claro que essa primeira visita é de cordialidade. “Viemos cumprimentar o novo presidente, que assumiu agora a casa que durante anos foi nossa também”, afirmou Freitas.

“Além de cumprimentar o novo presidente, nós viemos deixar abertas as portas do CAU-PE para o Crea-PE. Precisamos nos unir. Tanto a Engenharia quanto a Arquitetura têm a missão de cuidar das cidades. Enquanto nós, arquitetos e urbanistas, nos preocupamos com as generalidades das cidades, vocês, engenheiros, cuidam das coisas mais especificas, como energia, agronomia, alimentos, abastecimento”, defendeu Roberto Montezuma.

Na ocasião, o presidente do CAU-PE levantou três questões básicas que, na visão dele, precisam da união entre os dois conselhos de classe. Como primeiro item, ele destacou a participação de engenheiros e arquitetos no desenvolvimento das cidades. “As duas profissões são complementares. Os problemas enfrentados na cidade não se resolvem apenas nas cidades. É uma questão de urbanização, de ambiente urbano e, claro, de atuação das diversas Engenharias”, afirmou.

DSCF3509Como segundo ponto de congruência entre os órgãos, Montezuma destacou a questão de Arquitetura e Engenharia Social. Para ele, a Lei n° 11.888/08, que garante a assistência técnica gratuita para famílias de baixa renda deve ser abraçada pelos conselhos. Por fim, o arquiteto levantou a discussão sobre os ganhos da aprovação da regulamentação das carreiras de arquiteto e engenheiros como profissões de Estado. “Temos que juntar forças para alcançarmos o objetivo. Não é por uma categoria profissional, mas para benefício da sociedade”, disse Montezuma.

Para finalizar, Evandro Alencar afirmou que tem todo interesse em unir forças em beneficio da sociedade. “Precisamos nos unir sim. Acho que a proposta de criação do GT e a aproximação  com o CAU-PE vai dirimir possíveis ruídos entre as categorias, além de ser extremamente importante para a sociedade. Acredito que isso é muito mais que importante, é necessário”, afirmou Evandro Alencar.

Ainda no encontro, Evandro demonstrou interesse de estreitar relações com outros conselhos profissionais. “Quando temos interesses comuns é preciso buscar ajuda. Vamos melhorar o diálogo com outros conselhos de classe. Temos muito a fazer em parcerias que podem dar muito certo”, explicou o presidente do Crea-PE, animado com a possibilidade da criação de um órgão colegiado com a presença de advogados, administradores, contadores, enfermeiros, médicos, entre outros.

Rui Gonçalves
ASC do Crea-PE

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates