Capa > Destaque > Evandro Alencar propõe, em Colégio de Presidentes,  flexibilidade de registro de entidades e mais acesso ao Benefício Energias Renováveis

Evandro Alencar propõe, em Colégio de Presidentes,  flexibilidade de registro de entidades e mais acesso ao Benefício Energias Renováveis

CP3O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, comemora a aprovação, na 5ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, que acontece em Vitória (ES), de duas propostas de sua autoria. Após passar pelo Fórum de Presidentes do Nordeste, na última semana, Evandro levou para apreciação dos demais presidentes dos Regionais a proposta de flexibilização do ingresso das entidades no Sistema Confea/Crea e Mútua. Agora a proposta segue para o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

“Com a mudança da proposta, poderemos fortalecer o Sistema. Quanto maior a participação das entidades, mais força ganhamos”, explica o presidente do Crea-PE. Após a contribuição dos colegas presidentes, a proposta que segue para o Federal é de que a entidade possa pedir o registro junto aos Conselhos Regionais após um ano de fundada. “Não zeramos, para não extrapolar o que ocorre com outras entidades e ONGs”, afirma Evandro Alencar.

A outra sugestão do presidente pernambucano, acatada por unanimidade pelos demais representantes, foi de ampliar o prazo do pagamento do Benefício Energias Renováveis, da Caixa de Assistência ao Profissional do Crea (Mútua). A ideia, que também será submetida ao Confea, é de que o prazo aumente de 36 para 48 parcelas, com carência de seis meses para o pagamento da primeira parcela do benéficio. “Se essa medida for implementada, mais profissionais e empresas poderão ter acesso ao beneficio. Precisamos facilitar ainda mais o acesso”, comemora Evandro.

Rui Gonçalves
ASC do Crea-PE

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates