Capa > Destaque > Noite de homenagem no auditório da Fiepe reúne profissionais da Engenharia pernambucana

Noite de homenagem no auditório da Fiepe reúne profissionais da Engenharia pernambucana

DSCF5469

Vice-presidente do Crea-PE, Waldir Duarte Costa Filho, coordena a Sessão Solene em homenagem a Escola de Engenharia de Pernambuco

Teve início às 19h, desta quarta-feira (10), no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), a Sessão Plenária Solene que o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE)  realizou, por proposição do conselheiro Maurício Pina, em homenagem aos 120 anos de fundação da Escola de Engenharia de Pernambuco. A solenidade, coordenada pelo vice-presidente do Conselho, Waldir Duarte Costa Filho, teve a mesa de trabalhos composta pelo reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Anísio Brasileiro, pelo diretor do Centro de Tecnologia e Geociências da UFPE (CTG), Alexandre Schuler, e pelo conselheiro do Crea-PE e professor da instituição, Maurício Pina.

DSCF5449

Conselheiro Maurício Pina fala da história da Escola de Engenharia de Pernambuco

 

 

Após anunciar aberta a sessão, o vice-presidente, Waldir Duarte Costa Filho, passou a palavra ao professor Maurício Pina. Ee disse que, a exemplo do que tem feito em outras homenagens que estão ocorrendo desde a quarta-feira (03), dia do aniversário da Escola, faria um breve relato sobre a história da instituição. O conselheiro lembrou que a Escola de Engenharia deu origem à fundação do Clube de Engenharia de Pernambuco, que por sua vez, deu origem a criação, em 1933, do Crea-PE. “Dizemos que o Clube de Engenharia é filho da Escola de Engenharia e, nesse caso, estamos hoje recebendo a homenagem do neto da escola”, disse Maurício Pina, se referindo ao Crea-PE, e lembrando que, em 4 anos, o Clube de Engenharia de Pernambuco estará completando 100 anos de fundação.

Pina ressaltou ainda que a criação da Escola de Engenharia foi motivada pelo progresso experimentado por Pernambuco na segunda metade do século XIX com a construção de ferrovias, cujas obras tiveram participação de engenheiros ingleses, e, particularmente, pela crescente urbanização da cidade. “Devido à falta de engenheiros brasileiros, naquela época, profissionais franceses também costumavam prestar serviços no Estado, a exemplo de Louis Vauthier, Morel e Liauthier”, explica Pina.

Maurício Pina aproveitou a oportunidade para nominar os importantes alunos da Escola de Engenharia, que se notabilizaram pelas suas obras, pela participação na política do Estado e do Brasil, pelas contribuições na academia e em outros setores ligados ao desenvolvimento. Por fim, ele disse: “O nosso País atravessa uma grave crise política, ética e econômica, mas, a mais grave de todas é a crise de valores. Precisamos resgatar os bons valores que deram a Escola de Engenharia os anos de cidadania”, concluiu Pina.

DSCF5452

Alexandre Schuler anuncia que novo Estatuto permite que a denominação seja escolhida pelo próprio Centro Acadêmico

O diretor do Centro de Geociências, Alexandre Schuler, agradeceu a homenagem em  nome dos 328 professores e dos mais de 5 mil alunos do Centro de Geociências. Falou sobre a programação das comemorações do aniversário da Escola e, em primeira mão, anunciou que com a conclusão do Estatuto da UFPE, será possível a cada Centro Acadêmico escolher a sua denominação, “assim, se todos acatarem a ideia, poderemos voltar a ter a denominação de Escola de Engenharia”, concluiu o diretor.

 

 

DSCF5456

Reitor Anísio Brasileiro fala sobre os desafios dos próximos anos

 

 

O reitor da Universidade, Anísio Brasileiro, agradeceu a homenagem falando da honra, da satisfação e do orgulho que sente em ser homenageado pelo Crea-PE. Também fez uma retrospectiva histórica do ano de criação da Escola e dos que se seguiram ao fato. Brasileiro também elencou cinco desafios da instituição para os próximos anos. O primeiro deles diz respeito à combinação da tradição da Escola com a inovação. Segundo desafio, apontado por ele, é aliar o conhecimento à capacidade empreendedora dos futuros profissionais. Como terceira meta é associar o conhecimento acadêmico ao uso das novas tecnologias. O quarto desafio é a necessidade da manutenção e do melhoramento da qualidade do ensino e, como quinto e último desafio, a criação da Associação dos Egressos da Escola de Engenharia, garantindo a manutenção da história da instituição de ensino. “Mais uma vez agradeço a homenagem e desejo longa vida à nossa Escola de Engenharia de Pernambuco”, concluiu Anísio Brasileiro.

DSCF5475Para encerrar a solenidade, o presidente Waldir Duarte Costa falou um pouco da satisfação em participar da homenagem da Escola onde se graduou e repassou para todos a mensagem do presidente Evandro Alencar  que, por estar participando da reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, não pode estar presente ao evento festivo. “o presidente Evandro me passou uma mensagem pedindo para que repasse a todos a satisfação de ser engenheiro civil e de presidir o Crea-PE”, concluiu Waldir Duarte, fazendo a entrega de placa comemorativa ao Reitor da UFPE.

 

Dilma Moura

ASC do Crea-PE

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates