Home > Destaque > Potencialidades econômicas do Estado de Sergipe pautaram 6ª Reunião do Colégio de Presidentes (CP), em que se despediram aqueles que concluem mandato em 2014

Potencialidades econômicas do Estado de Sergipe pautaram 6ª Reunião do Colégio de Presidentes (CP), em que se despediram aqueles que concluem mandato em 2014

1947375_882922288408712_4323868152369102261_nA avaliação do processo eleitoral no Sistema Confea/Crea e Mútua deu o tom dos informes da abertura da 6ª Reunião do Colégio de Presidentes de Creas, na manhã da quarta-feira (03),  quando também se instalou um clima de despedida, por parte dos presidentes que encerram seus mandatos em 31 de dezembro, entre eles o presidente do Conselho pernambucano, José Mário de Araújo Cavalcanti. A atuação da Comissão Eleitoral Federal (CEF) no processo foi elogiada pela maioria dos dirigentes, destacadamente, pelo engenheiro agrônomo Agostinho Guerreiro, presidente do Crea-RJ, onde as eleições para o seu sucessor foram adiadas para o dia 16 de dezembro. “Contamos com o apoio preciso da CEF nas horas mais tensas do período eleitoral”, enfatizou.

O presidente José Tadeu, reeleito para seu segundo mandato à frente do Confea, abriu a reunião cumprimentando os reeleitos presentes e informou a todos que convocará Sessão Plenária Extraordinária para homologação do resultado da eleição no Rio de Janeiro, tão logo o pleito seja concluído. “Tranquilizo vocês de que o resultado será homologado ainda neste ano. Cabe a este presidente convocar o plenário”, assegurou.

Os trabalhos prosseguiram com intenso debate sobre a Resolução 1.010/2005. À tarde, os trabalhos recomeçaram com a palestra “Mitos sobre o Nordeste” , ministrada por Ricardo Lacerda, que chamou atenção do público para o fato de que Nordeste deixou de ser encarado como uma região problema para se constituir em uma região de oportunidades. “É uma das principais fronteiras de crescimento do Brasil. Em outras palavras, uma importante frente de acumulação de capital do país”, disse Lacerda.

“Tivemos duas grandes palestras, abordando o potencial econômico de Sergipe e do Nordeste.  Uma delas, em torno do licenciamento ambiental, do doutor Antônio Fernando Pinheiro, que rendeu muito”, diz o coordenador do Colégio de Presidentes e anfitrião do evento, Jorge Roberto Silveira. “Nas discussões, tivemos boas e objetivas propostas, como a Resolução nº 1.010/2005, sobre regulamentação de profissionais, a situação do Prodesu, com a prorrogação dos prazos para envio de prestação de contas para até 90 dias, e outros temas importantes”, acrescenta, informando que para o segundo dia de reuniões estão na pauta resultados dos GTs do Confea “Presidenciáveis” e “Normativos”, além de discussões em torno de sombreamentos com o Conselho Federal de Biologia e ainda a revisão da resolução nº 1.021/2007, em torno de regulamentos eleitorais para as eleições de presidentes do Confea, dos Creas e de conselheiros federais.

ASC do Crea-PE
Com informações do Confea

Check Also

Presidente do Crea-PE faz mensagem especial na finalização do CP

Em Brasília, nesta quarta-feira, 02.12, durante reunião de finalização do CP- Colégio de Presidentes, Evandro …