Capa > Destaque > Agreste tem novos municípios como alvo da Fiscalização Dirigida do Crea-PE

Agreste tem novos municípios como alvo da Fiscalização Dirigida do Crea-PE

Gravatá, localizada a 85,9 Km do Recife, no Agreste pernambucano, está recebendo as equipes de Fiscalização Dirigida do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), ação que se mantém da segunda (31.08) a sexta-feira (04.09). Esta é mais uma cidade que consta no mapa das Fiscalizações Dirigidas que o Conselho fará até dezembro.

Em Gravatá, quarta cidade do plano de Dirigidas do Crea-PE, além dos agentes de fiscalização participam da agenda, a gerente de Fiscalização do Crea-PE, Aldenice Koga, o chefe da Fiscalização da Regional 2, Képler Bezerra, inspetores e, acompanhamento do presidente do Crea-PE Evandro Alencar.

As operações, segundo Aldenice Koga, têm o objetivo de intensificar a verificação sobre o exercício profissional da Engenharia, da Agronomia, da Geologia, da Geografia e da Meteorologia, de forma a assegurar a prestação de serviços técnicos ou execução de obras com participação de profissional habilitado e observância de princípios éticos, econômicos, tecnológicos e ambientais compatíveis com as necessidades da sociedade, assim como também atender demandas das Câmaras Especializadas,  a partir de informações e mapeamentos que identificam intensidade nos serviços e obras de Engenharia, Agronomia e Geociências em Pernambuco.

De acordo com informações prestadas pelo chefe da Regional 2, Képler Bezerra os resultados as ações da segunda-feira (31.08), em Vitória de Santo Antão incluíram verificação de denúncia de 3 obras irregulares, 1 indústria, 9 revendas de produtos agrícolas.

Na zona rural de Chã Grande, a fiscalização foi realizada numa distribuidora de água mineral; 8 obras de Engenharia, 1 destilaria, 1 denúncia de construção irregular; 2 diligências em revendas de defensivos agrícolas desativadas e Barragem, esses pontos estão distribuídos entre o centro e a zona rural da cidade.

No município de Pombos foram 2 obras de Engenharia e 1 verificação de uma denúncia de irregularidade, já em Gravatá, foi fiscalizado um supermercado. Totalizando  28 diligências.

Os trabalhos da terça-feira foram: em Gravatá, vistoria em 10 obras na área da Engenharia Civil e verificação de 3 denúncias de obras irregulares, Vitória de Santo Antão teve fiscalização de 8 industrias e 2 obras de Engenharia Civil; Chã Grande registrou 8 obras Engenharia civil; 3 indústrias e 1 cooperativa Agropecuária; Pombos os números foram, 3 obras, 1 cooperativa agropecuária, 1 Indústria, e 1 montagem de Grid, superfície de montagem de peças em 3D.

Bezerra informa ainda que a Fiscalização nessa Região tem como foco principal as demandas das Câmaras Especializadas de Engenharia Civil (CEEC); Câmara Especializada de Engenharia Mecânica, Metalúrgica e Química (CEEMMQ); Câmara Especializada de Engenharia Elétrica (CEEE) e, Câmara Especializada de Agronomia (CEAG). Totalizando 41 ações fiscalizatórias.

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates