Crea-PE, Bombeiros e Classic Hall se reúnem  para esclarecer quais motivos da queda da ponte da casa de show

Nando_DPO gerente de Fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Marcílio Leão, participa, nesta segunda-feira (1°), da reunião com o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura do Recife para avaliar quais as razões da queda da estrutura metálica usada como ponte de acesso ao Classic Hall, em Olinda, no sábado passado, durante a realização do Baile Municipal. O tombamento deixou, de acordo com nota emitida pela Prefeitura do Recife, 30 pessoas feridas – das quais, 17 foram atendidas em hospitais e três ainda estão internadas, mas sem risco de morte e sob acompanhamento da Secretaria de Saúde do Recife.

No domingo (31), o engenheiro responsável pela ponte, Cláudio Mota, foi acompanhado do agente fiscal Luciano Lima na vistoria da ponte. Na oportunidade,  Cláudio afirmou à imprensa que as chuvas que caíram na sexta-feira passada causaram danos à estrutura. Por sua vez, os Bombeiros atestaram a regularidade da documentação do Classic Hall.

Em nota, a prefeitura lamentou o incidente. “A Prefeitura do Recife lamenta o acidente ocorrido no Classic Hall, renomada casa de shows contratada para a realização do 52º Baile Municipal do Recife, festa beneficente realizada pela gestão municipal e que reuniu cerca de 10 mil pessoas”. A ponte de Classic Hall cedeu por voltas das 23h15 do sábado.