Capa > Destaque > CREA-PE é representado na noite de premiações do Sistema Confea/Crea e Mútua na 75ª Soea

CREA-PE é representado na noite de premiações do Sistema Confea/Crea e Mútua na 75ª Soea

Na noite de abertura da 75ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), terça-feira (21), no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió (AL), o Sistema Confea/Crea e Mútua rendeu homenagens a 24 profissionais e três instituições como reconhecimento das contribuições relevantes ao progresso da ciência, da tecnologia, das artes e ao desenvolvimento socioeconômico do Brasil.

 

 

Dentre os homenageados, dois pernambucanos receberam as honrarias das mãos do presidente em exercício do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE), 1º vice-presidente Fernando Lapenda.  O engenheiro Almir Campos de Almeida Braga Filho recebeu, em nome do seu pai, a premiação in memorian com a Inscrição no Livro Láurea ao Mérito 2018. Em seguida, o engenheiro civil Alexandre Duarte Gusmão, foi agraciado com a maior láurea do Sistema Confea/Crea e Mútua, a Medalha do Mérito, concedida pelo conjunto da obra.

Ao receber a premiação em nome do seu pai, o engenheiro Almir Campos de Almeida Braga Filho, disse ser uma grande satisfação e motivo de orgulho para ele e para a irmã, ter o pai escolhido pra ser homenageado num evento do porte da SOEA, pelo reconhecimento dos trabalhos que executou.

“Espero que essa homenagem sirva de exemplo para que os novos profissionais entendam que Engenharia não é uma profissão tecnicista. Papai sempre trabalhou a questão social em todas as atividades que desempenhou como: Engenheiro formado pela escola de engenharia do Recife em 1952, diretor de águas e esgoto da antiga empresa de saneamento da cidade do Recife, atual Compesa, professor universitário, presidente do Sindicato dos Engenheiros de Pernambuco de 1958 – 1964, diretor superintendente da Rede Ferroviária do Nordeste de 1960 – 1964, diretor de Pessoal da Rede Ferroviária, presidente do Metrô do Rio de Janeiro nas duas gestões de Leonel Brizola, vice-presidente do Metrô do Rio de Janeiro”, disse.

Medalha do Mérito – O engenheiro civil Alexandre Duarte Gusmão confessou que é uma grande honra ser agraciado com a Medalha do Mérito, mas, ao mesmo tempo, também uma surpresa em ter o seu nome, primeiramente indicado pelos colegas em Pernambuco e depois, referendado em nível nacional, no plenário do Confea.

“Estou completando 30 anos de exercício profissional e embora exerça também atividades na academia, nunca deixei de fazer Engenharia que é, em minha opinião, uma atividade nobre que pode mudar a vida das pessoas com a construção de um mundo melhor com uma sociedade mais justa. Embora tenha recebido outras homenagens pelas atividades que desempenho na academia, esta é, sem dúvida, a premiação profissional mais importante que recebemos. É uma grande motivação para continuarmos engajados nas atividades de Engenharia com ética e profissionalismo, principalmente no momento em que vivenciamos grande descrença no setor”, disse, Duarte Gusmão acrescentando  “ Precisamos reinventar o jeito de fazer Engenharia no nosso País e, para isso, estou há pouco mais de dois anos participando de Movimento de Valorização da Atividade da Engenharia que entre outros, tem o objetivo de motivar e incentivar os jovens a buscarem o exercício de uma  Engenharia pujante, importante e responsável fundamental para o desenvolvimento do País”, conclui.

A premiação, realizada na presença de mais de 3 mil participantes, teve como ponto alto o discurso feito em nome de todos os agraciados da noite, da engenheira agrônoma  Mariangela Hungria que, representando os 27 homenageados, destacou o sentimento de orgulho e emoção comum a todos os profissionais que receberam a honraria na noite. “O que todos estamos sentindo pode ser resumido pelo que aconteceu comigo a partir dos cinco anos de idade, quando já acalentava o sonho de ser engenheira. E mais quando optei pela Engenharia Agronômica”, frisou Mariangela, citando grandes nomes que foram homenageados pelo Confea, como Juscelino Kubitschek e Lúcio Costa.

“Chegando à 500ª Medalha do Mérito, outorgada ao também engenheiro agrônomo Olavo de Freitas Machado, um homem com um legado incomparável para a sua profissão, podemos dizer com segurança que não há profissional neste encontro que não se orgulhe de poder discutir a ética que levará a Engenharia a reconstruir o Brasil”, concluiu a homenageada.

Premiação – Medalhas do Mérito são entregues aos homenageados em vida, e os nomes dos profissionais póstumos são inscritos no Livro do Mérito. Já as Placas de Menção Honrosa são destinadas a entidades de representação profissional, ensino e pesquisa.

Escolher os nomes dos homenageados é um desafio, como revelou em discurso o alagoano e chanceler do Mérito, eng. prod. mec. Zerisson de Oliveira Neto. “A Comissão levou dias para escolher. São todos dotados de notório saber e feitos tecnológicos para a construção ética, moral, técnica e em tecnologia do Brasil. Para aqueles que não foram escolhidos, outra oportunidade virá e como a esperança é inerente à profissão que abraçamos, tenha esperança de que um dia a sua vez chegará e você sentirá orgulho como os felizardos desta noite.”

Em sua fala, o chanceler destacou a simbologia de sua terra natal para a história da Semana Oficial, enquanto cenário de entrega da Medalha do Mérito de número 500, conferida a Olavo de Freitas Machado, “engenheiro agrônomo que muito honra o estado de Alagoas”.

Abaixo, os nomes dos homenageados de 2018:

Homenageados com a Inscrição no Livro Láurea ao Mérito 2018

Alberto Leite Barbosa Belchior

Alfredo Nimer

Almir Campos de Almeida Braga (PE)

Antônio Mário Mafra

Bolbi Miranda do Nascimento

Carlos Van

Euclides de Oliveira Leite

Horácio Lucateli Costa Brasil

João José Bigarella

Joffre Mozart Parada

José D’Arimatéa Fernandes

Olavo Fontana Arantes

 

Homenageados com a Medalha do Mérito

Alexandre Duarte Gusmão  (PE)

Almir Lopes Fortes

Carlos Liberato Portugal

César Rodrigues Viana

Fernando Antonio Gonçalves Alcoforado

Gelásio Gomes

Jorge Silva Bettencourt

José Simplício de Holanda

Mariangela Hungria da Cunha

Olavo de Freitas Machado

Valdês Borges Soares

Walmor Zeredo

 

Homenagem com a Menção Honrosa 2018

Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (Aeasp)

Itaipu Binacional

Sociedade de Brasileira de Engenharia de Segurança (Sobes)

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates