Crea-PE

Crea-PE vai acompanhar investigação do desabamento da caixa d’água do supermercado Pão de Açúcar, na Zona Norte do Recife

Estrutura desabou na manhã do domingo (17). Equipe de fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia esteve no local

 

O presidente em exercício do Crea-PE, Clóvis Segundo, recebeu, na manhã desta terça-feira (19), moradores do Edifício Olimpíadas. O prédio localizado na esquina das Ruas Mizael Montenegro com Padre Roma, no bairro do Parnamirim, na Zona Norte do Recife, é vizinho ao supermercado Pão de Açúcar, onde no domingo (17) um a caixa d’água metálica desabou.

O Conselho, que é um órgão fiscalizador, de controle, orientação e aprimoramento do exercício e das atividades profissionais nas áreas de engenharias, agronomia e geociências, vai participar das investigações sobre o desabamento da caixa d’água. Participaram da reunião as moradoras Maria Ângela Lira e a síndica moradora Ednalva Iclea de Souza Silva; o gerente de Fiscalização, Naílson Pacelli, o engenheiro civil e assessor do Crea-PE, Sérgio Dias, e o engenheiro Ivan Carlos Cunha, integrante do Fórum Técnico Permanente de Políticas de Manutenções Prediais em Pernambuco.

O presidente em exercício do Crea-PE, Clóvis Segundo, explicou que uma equipe de fiscalização do Conselho esteve no local do acidente. “A concepção de uma caixa d’água é formada por três etapas – projeto, montagem e manutenção. Em pelo menos uma das fases, houve falha e é preciso apurar em qual delas isso pode ter ocorrido. É importante que a sociedade saiba que o Crea-PE está apurando, fiscalizando e participando junto com a população para que acidentes como este não aconteçam novamente”, afirmou. Um profissional que tenha atuado em uma das três etapas de forma indevida poderá responder no Conselho.

Ainda de acordo com Clóvis Segundo, o Crea-PE vai iniciar um plano de fiscalização para o setor de supermercados do Estado de Pernambuco no mês de outubro. A operação terá caráter educativo e preventivo, mas também autuará, quando necessário.

A moradora e engenheira civil aposentada, Maria Ângela Lira, disse que o acidente serve de alerta para a importância da manutenção. “Moramos em uma cidade litorânea e com uma elevada umidade relativa do ar. Infelizmente, a ferrugem e o cupim são inimigos e causam prejuízos grandes. O nosso prejuízo foi material, mas essa situação é um alerta para que a gente preste atenção ao nosso entorno”, pontuou. A estrutura desabou na manhã do domingo por cima de um muro e árvores, atingindo quatro carros estacionados na garagem descoberta do Edifício Olimpíadas.

O acidente com a caixa d’água metálica do supermercado Pão de Açúcar será um dos assuntos tratados na 6ª reunião do Fórum Técnico Permanente de Políticas de Manutenções Prediais em Pernambuco, prevista para acontecer ainda neste mês de setembro. Criado em novembro de 2022, a iniciativa busca debater soluções em benefício dos profissionais e da sociedade.

 

 

 

 

Skip to content