Presidente do Crea-PE participa, em Curitiba, de reunião do CP e do lançamento da 73ª Soea

13010594_1025177097544080_5651339677724611094_nTeve início na manhã desta segunda-feira (11), na sede do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), em Curitiba (PR), a 2ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua. A mesa de trabalho foi composta pelo presidente do Crea-PR e anfitrião do evento, Joel Krüger, pelo presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), José Tadeu da Silva, pelo presidente do Crea-RN e coordenador do Colegiado, Modesto dos Santos Filho, pelo coordenador adjunto do CP e presidente do Crea-RR, Marcos Camoeiras, e pelo diretor presidente da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua), Paulo Guimarães.

curitiba-sedia-reuniao-colegio-presidentes-1O anfitrião do encontro, que segue até a quarta-feira (13), presidente do Crea-PR, Joel Krüger, durante a abertura, agradeceu a presença de todos os presidentes do Confea, dos Creas e da Mútua, conselheiros federais e estaduais, e demais participantes do colegiado. Falou da satisfação de recebê-los e da expectativa de que o encontro seja proveitoso para todos os presentes.

Após a fala de todos os componentes da mesa, ocorreu a palestra de aberturafoto palestra do evento,  realizada pelo gerente de Fiscalização do Crea-PR, engenheiro civil Diogo Arthur Colella, e pela agente fiscal engenheira cartógrafa Tatiane Michele da Luz. Na ocasião, eles apresentaram detalhes sobre o funcionamento do sistema de georreferenciamento utilizado pelo Regional paranaense. “O sistema inovador, desenvolvido no Paraná, aboliu os relatórios de fiscalização em papel e tem todos os procedimentos de fiscalização informatizados e georreferenciados. Nosso grande desafio é o processamento digital de imagem”, destaca Colella.

Ainda sobre a fiscalização, o presidente Joel Krüger destacou que o sistema permite a interação em tempo real, com conselheiros e inspetores do Regional. “Além dos investimentos que fizemos na fiscalização, que tem um ciclo de quatro meses, nosso trabalho de fiscalização começa e termina nas Câmaras Especializadas. Elas definem o que deverá ser fiscalizado, o que o agente precisa identificar e assim, executamos o trabalho”, esclarece Krüger.

No item que trata dos informes politico-institucionais, o presidente do Confea, José Tadeu da Silva, informou que participou, a convite do Tribunal de Contas da União (TCU), junto com o presidente do Crea-DF, Flávio Correia, e do Crea-AM, Cláudio Guenka, de seminário que discutiu, entre outros assuntos, a questão dos valores das diárias, jetons e verbas de representação. “Como já havia entendimento, diferentemente de outros órgãos, não estamos subordinados ao decreto que fixa esses valores. Temos que respeitar os princípios de razoabilidade que são dispostos nos artigos da Lei nº 11.000”, informa o presidente do Confea.

A discussão, numa plenária extraordinária que será realizada no dia 19 de abril, no Confea, das Resoluções nº 1.010, que trata da matriz do conhecimento profissional e da nº 1.070, que trata dos repasses financeiros para as entidades, também fizeram parte dos informes do presidente José Tadeu.

IMG_0391O presidente do Crea-PE, Evandro Alencar, tratou, nos seus informes, da criação do Projeto Terça no Crea, que consiste na realização de palestras, debates, minicursos e workshops para atualização e aprimoramento dos conhecimentos dos profissionais pernambucanos, da realização da segunda Reunião Ordinária do Fórum de Presidentes dos Creas do Nordeste, em Petrolina, da participação, no evento promovido pelo Sinduscon/PE, Ademi-PE e Redeprocidade, intitulado “Seminário Mobilidade Metropolitana”, que contou com a participação do ex-prefeito de Curitiba e atual superintendente de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Florianópolis (SC), Cássio Taniguchi.

No período da tarde houve palestra do especialista em Direito Eleitoral, IMG_0387Luciano Santos que compõe o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), sobre o tema “Voto não tem preço, tem consequência”. O advogado explicou que o movimento reúne cerca de 60 entidades. Ele ainda explicou que, por meio da Lei nº 9.840, agora, a compra de voto tem como penalidade, a cassação do registro de candidatura do candidato. Por fim, o palestrante pediu aos presidentes que participem do movimento denunciando o “Caixa Dois” de campanhas eleitorais.

Outros assuntos

Ainda durante a reunião, acontecerá a votação e definição da cidade que sediará a 74ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (SOEA), a proposta de exposição e debates na 73ª Soea de boas práticas dos Creas, informes das Comissões do Confea, apresentação do relatório da Mútua, conferência do quadro demonstrativo do andamento das propostas do CP, anuidades dos Creas, indicação de profissionais e instituições de ensino para a Láurea ao Mérito 2016, entre outros.

A capital paranaense sediou, ainda, na noite da segunda-feira (11), a solenidade de lançamento oficial da 73ª Soea, que acontece de 29 de agosto a 1ª de setembro, em Foz do Iguaçu, onde será sediado o 9º Congresso Nacional de Profissionais (CNP), nos dias 2 e 3 de setembro.

Dilma Moura

ASC do Crea-PE