Brasileiros enfrentam longas viagens para chegar ao trabalho todos os dias

Rio de Janeiro, 18 de março de 2013

Em todo o Brasil, milhões de pessoas enfrentam diariamente longas viagens apenas para chegar ao trabalho. O Instituto De Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea, reuniu dados do Ibge sobre o tempo gasto no transporte público, nas regiões metropolitanas. Assista aqui o vídeo.

A pior situação é nas regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro, onde o trabalhador gasta em média quase 43 minutos entre a casa e o trabalho. São Paulo aparece na frente com uma pequena diferença. No Recife e em Brasília, são quase 35 minutos. E, em Belo Horizonte, mais de 34 minutos.

Para milhões de pessoas, o tempo perdido dentro do trem, do ônibus, ou no carro é muito maior. O Bom Dia Brasil fez um giro pelo país para ver como está a ida para o trabalho na manhã desta segunda-feira (18).

Rio de Janeiro

A Central do Brasil é um centro nervoso. Muita gente sai da Baixada Fluminense, desce na Central e de lá pega outra condução até o trabalho. Os ônibus saem lotados. Só no estado do Rio de Janeiro, mais de 1,2 milhão de trabalhadores exercem suas funções em municípios diferentes de onde moram.

São Paulo

O trânsito na maior cidade do Brasil é complicado. O trabalhador que depende do transporte público também sofre. Na manhã desta segunda-feira, três linhas do metrô operam com velocidade reduzida por conta da chuva. Neste ano, já foram registrados 62 problemas no metrô e 26 nos trens. Em 2012, foram 271 defeitos no metrô e 156 nos trens.

Salvador

A estação Pirajá é a segunda maior na Bahia. Os problemas já começam logo cedo. Tem gente que chega a esperar uma hora para pegar o ônibus. Por mês, 36 milhões de pessoas dependem do transporte público na capital baiana. A frota de ônibus é de pouco mais de 2,8 mil veículos.

Brasília

Cidade planejada, mas tem engarrafamento. O congestionamento já virou rotina. Na manhã desta segunda-feira, uma paralisação de uma cooperativa de ônibus prejudica ainda mais a chegada do brasiliense no trabalho.

Curitiba

Filas e ônibus lotados são as principais reclamações de quem usa o transporte coletivo na cidade. Mais de dois milhões de pessoas usam o transporte por dia. A passagem de ônibus subiu R$ 0.25.

Fonte: Matéria veiculada hoje no Bom Dia Brasil