Comissão de Acessibilidade disponibiliza relatório com atividade anual de 2010

 

Vinte e cinco milhões de brasileiros possuem alguma deficiência, 17 milhões de pessoas no País estão entre idosos, gestantes, crianças, pessoas com mobilidade reduzida e obesas. Ciente dessa realidade, o Crea-PE criou a Comissão de Acessibilidade Ambiental (CAA) para auxiliar nas discussões da melhoria das condições de vida com relação à acessibilidade da população. Na primeira plenária do ano, realizada no final de janeiro em Bonito, agreste pernambucano, os membros da Comissão, formada pelos arquitetos Lúcia Escorel e Marco Antônio Ferreira, pelos engenheiros Armando Ferreira, Fernando Moura, Jario Pinto e Sérgio do Rego Barros, e pela secretária Kátia Glória Andrade, entregaram ao presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, o relatório "Fácil Acesso para Todos", produzido pela Comissão com versão editada também em Braille.
 
O relatório anual tem como objetivo apresentar o desempenho da CAA no ano de 2010, que foi voltado à contribuição efetiva da melhoria das condições de vida da população, especialmente a com deficiência. Representa, também, a atuação do Crea-PE na construção de uma sociedade mais justa, solidária, acessível e sustentável. Para Lúcia Escorel, coordenadora da Comissão, ao se tomar por base as informações contidas neste relatório, comprova-se a importância e as possibilidades de contribuição à sociedade realizadas através das atividades desenvolvidas pela CAA. “Nossas ações harmonizam-se com as prioridades nacionais com relação ao bem-estar do cidadão e no que diz respeito à acessibilidade, ou seja, o acesso a produtos, serviços e informações de forma irrestrita”, informou a arquiteta. Com a importância internacional e nacional do tema, a CAA recomenda um maior apoio do Crea-PE, em especial às atividades de adequação da sua sede e à implantação do Prêmio de Acessibilidade Ambiental para o ano de 2011. “Gostaríamos de agradecer a todos que de forma direta e indireta estiveram conosco e assim contribuíram para as realizações da Comissão de Acessibilidade Ambiental do Crea-PE em 2010", concluiu a coordenadora Lúcia Escorel.
 
A COMISSÃOA CAA tem como propósito analisar, estudar e acompanhar os assuntos relativos a acessibilidade, que serão discutidos, conforme sua natureza, por conselheiros, especialistas convidados e servidores do Crea-PE. As atividades desenvolvidas pela Comissão de Acessibilidade Ambiental, no ano passado, demonstraram uma contribuição efetiva às discussões sobre os níveis dos processos relacionados à adaptação física do indivíduo ao ambiente construído.
 
Parceiros da Comissão de Acessibilidade Ambiental durante o ano de 2010:
– Secretaria das Cidades do Estado de Pernambuco;
– Superintendência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Sead;
– Associação Pernambucana de Cegos – Apec;
– Secretaria de Patrimônio e Cultura de Olinda;
– Coordenação de Inclusão da Pessoa com Deficiência de Olinda;
– Associação dos Engenheiros, Arquitetos, Agrônomos, Tecnólogos e Técnicos do – Médio São Francisco – Assea;
– Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento de Pernambuco;
– Clube de Engenharia de Pernambuco;
– Assessoria Técnica do Programa de Acessibilidade do Crea-PE;
– Sindicato dos Arquitetos de Pernambuco – Saepe;
– Faculdade de Arquitetura de Pernambuco – Faupe;
– Comissão Permanente de Acessibilidade • órgão de caráter consultivo vinculado à Secretaria de Controle, Desenvolvimento Urbano e Obras do município do Recife;
– Secretaria de Direitos Humanos e Segurança Cidadã da Prefeitura do Recife – SDHSC.
 
Vanessa Bahé
ASC Crea-PE