Crea-PE faz visita à Central de Tratamento de Resíduos Caruaru

A ida ao município também teve o objetivo de firmar e ampliar parcerias do Conselho com a Prefeitura e secretarias da cidade

A Central de Tratamento de Resíduos Caruaru (CTR Caruaru) recebeu nesta quarta-feira (12) a visita do presidente do Crea-PE, Adriano Lucena, e uma comitiva de integrantes do Conselho do Recife e de Caruaru. A ida à empresa faz parte do mantra da gestão de buscar uma engenharia, agronomia e geociências ao alcance de todos. Lucena disse que era a primeira de uma série a projetos e cidades de todo o Estado para mostrar a riqueza da engenharia pernambucana.

A visita foi uma verdadeira aula sobre o funcionamento da central. Ela foi conduzida pela gerente técnica da Empesa (Empresa de Engenharia Sanitária e Construções LTDA), Helena Reis, e pela auxiliar de engenharia, Amanda Gabrielly Silva. Ambas são engenheiras ambientais e mostraram todo o processo desde a recepção dos resíduos até a destinação correta deles.

A CTR é hoje responsável pela destinação adequada dos resíduos sólidos recepcionados e em conformidade com a legislação ambiental em vigor de Caruaru, onde trata em torno de uma tonelada de resíduos diariamente, gera 60 empregos diretos, além de contar com 22 contratos de serviços com o setor público e dezenas com a iniciativa privada.

Entre os serviços realizados pela CTR Caruaru estão: Unidade de Compostagem, Tratamento de Lâmpadas Fluorescentes, Aproveitamento Energético do Biogás, com a primeira usina de biogás em funcionamento no Nordeste. A unidade entrou em atividade em agosto de 2021, com a capacidade de gerar mais de 18 mil megawatts sustentáveis por ano.

A usina funciona através da conversão da energia química do gás proveniente da decomposição do lixo orgânico, resultando em energia mecânica e, posteriormente, em energia elétrica. Na prática, trata-se do processo de transformar lixo em energia sustentável.

“Receber o Crea na CTR Caruaru é um grande prazer para a gente apresentar para os engenheiros, para a sociedade caruaruense, pernambucana as soluções ambientais que a gente desenvolve aqui”, avaliou Amanda Gabrielly. Ela destacou que a CTR tem sido uma solução tanto para órgão públicos quanto para a iniciativa privada. “Temos várias soluções diferentes para resíduos diferentes” , assegurou a engenheira.

Para a gerente técnica da Empesa, foi um enorme prazer receber o Crea nesta visita para conhecer todo o empreendimento da unidade CTR Caruaru. “Em especial a nova unidade, que é a unidade de geração de energia, a Biogás, uma tecnologia inovadora e muito importante de ganho ambiental imensurável. Uma energia renovável, limpa e que ajuda a evitar as emissões de gases de efeito estufa”, explicou Helena Reis, acrescentando que é uma satisfação a Empesa interagir com o Crea, uma entidade tão importante. “Pudemos divulgar todas as soluções que a Empesa vem buscando para a área de resíduos sólidos quanto a importância do desenvolvimento da região a partir dessas soluções ambientais”, sublinhou a engenheira.

PARCERIAS
Lucena aproveitou a ida a Caruaru para ampliar e fortalecer as parcerias do Conselho. Na lista, teve o encontro com o secretário executivo de Sustentabilidade na Prefeitura de Caruaru, Ramon Abelenda, que participou da visita à CRT. Ele colocou a Prefeitura à disposição para projetos conjuntos com o Crea-PE.

Na avaliação de Abelenda, “esse primeiro contato da Prefeitura de Caruaru com o Crea, através da visita à CTR Caruaru, possibilitou ao Crea conhecer um pouco o que o município vem fazendo na gestão dos resíduos sólidos”. Para ele, é um “pontapé inicial para que a gente possa fomentar futuras parcerias e movimentar a participação dos engenheiros e profissionais dessa classe aqui dentro da nossa cidade”, declarou o secretário.

Ainda teve o encontro com o diretor-presidente da autarquia de Urbanização e Meio Ambiente, Francisco Batista. A pauta da conversa foi sobre fiscalização e o trabalho conjunto que pode ser executado pelas duas entidades.

Na conversa com o secretário de Infraestrutura Urbana e de Obras, Rodrigo Miranda, entre outros assuntos, o tema foi o preenchimento das ARTs (Anotações de Responsabilidade Técnica) e CATs (Certidões de Acervo Técnico), principalmente os erros que atrasam as emissões dos documentos. Lucena disponibilizou uma equipe de profissionais do Crea para tirar as dúvidas sobre estes processos.

Esse serviço faz parte da Campanha Erro Zero lançada no ano passado pelo Crea-PE para reduzir os erros de preenchimento e consequentes atrasos na emissão destes documentos. Lucena e Miranda ainda falaram sobre a realização de cursos de capacitação para integrantes da secretaria.

O ida a Caruaru ainda rendeu um encontro com o presidente da Câmara dos Vereadores de Caruaru, o vereador Bruno Lambreta (PSDB). A parceria com o Crea também foi pauta da conversa. “Estamos à disposição para parcerias e fortalecimento do trabalho do Crea na nossa cidade”, destacou Bruno Lambreta.

Lucena teve a companhia os conselheiros do Crea-PE, Charles Jurubeba e Bruno Lago, além dos inspetores de Caruaru (coordenador) Charlles Freitas, Luana Karoline de Lima (secretária), Sheila Maria Cavalcanti Pereira (tesoureira) e da analista de processos, Manuella de Fátima Uchôa Mendes.