Crea-PE

Crea-PE participa de ato em defesa da retomada das obras do trecho Salgueiro-Suape da Transnordestina

A ferrovia está na pauta do Crea-PE, que lidera o movimento Transnordestina Já, agregando o setor produtivo em defesa da conclusão do ramal ferroviário.

“O Crea-PE junto com outras entidades está construindo um debate pró-ativo para o Estado, pela geração de emprego, renda e desenvolvimento. A Transnordestina é de fundamental importância no modelo econômico que queremos para Pernambuco e para o Nordeste”, defendeu o presidente do Crea-PE, Adriano Lucena, que participou de evento em defesa da retomada do trecho Salgueiro-Suape da ferrovia Transnordestina, na Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe).

O evento, que lotou o auditório da Fiepe, na manhã desta segunda-feira (17), contou com as presenças da governadora de Pernambuco, Raquel Lyra, da ministra da Ciência e Tecnologia, Luciana Santos, do superintendente da Sudene, Danilo Cabral, senadores, deputados federais e estaduais e representantes do setor produtivo. A ferrovia está na pauta do Crea-PE, que lidera o movimento Transnordestina Já, agregando o setor produtivo em defesa da conclusão do ramal ferroviário.

Um manifesto em defesa da conclusão da ferrovia Transnordestina, no trecho Salgueiro-Suape, assinado pelo Crea-PE e 31 entidades do setor produtivo, foi entregue à governadora, à ministra e parlamentares que compunham a mesa. Em nome das entidades, o presidente da Fiepe, Ricardo Essinger, destacou a importância do ramal ferroviário. “Estamos reivindicando a volta da Transnordestina, que hoje é um vazio no desenvolvimento de Pernambuco”, afirmou.

A ministra Luciana Santos e os senadores Humberto Costa e Tereza Leitão, do PT, garantiram que a Transnordestina está no radar do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e será incluído no orçamento. “Há uma decisão política de Lula de enfrentar o desafio de retomar a Transnordestina, que necessita de investimentos públicos “, afirmou a ministra.

Raquel Lyra disse que a retomada da Transnordestina é primordial e consenso entre os governadores do Nordeste. “A mobilização em torno da ferrovia já fez com que nossa fala fosse ouvida, agora precisamos reincluir a obra no orçamento federal”, ressaltou a governadora. “A obra é estratégica para o Brasil, do ponto de vista ferroviário e de sustentabilidade “, defendeu Danilo Cabral.

Skip to content