O limite dos computadores é o assunto abordado no Crea Convida da terça-feira (14)

O tema será abordado pelo engenheiro eletrônico e professor da USP, Valdemar Setzer, um dos pioneiros no ensino e pesquisa em ciência da computação no Brasil

O computador pode substituir o ser humano ou realizar tudo, como pensar, sentir e querer? Não. A resposta é do engenheiro eletrônico de formação, atualmente professor titular sênior do Departamento de Ciência da Computação da Universidade de São Paulo (USP), Valdemar Setzer. Ele será o palestrante do Crea Convida desta terça-feira (14), com o tema: “A Máquina de Turing e o que os computadores podem e não podem fazer”. O encontro contará com a presença do engenheiro eletrônico Clóvis Albuquerque, diretor financeiro do Crea-PE, que atuará como debatedor e representante do Conselho.

Às vésperas dos seus 81 anos, Setzer brinca ao denominar-se um troglodita da ciência da computação, área que enveredou quando estava às portas da formatura no curso de engenharia eletrônica, em 1962, no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Naquela época, o Brasil estava começando a dar os primeiros passos na área da computação.

Autor de inúmeros estudos, pesquisas e livros, Setzer tem assento na Academia de Ciências do Estado de São Paulo e é reconhecido como um dos pioneiros no ensino e pesquisa em ciência da computação no Brasil. Sua atuação profissional passa por ministrar aulas em universidades do Texas, nos Estados Unidos, e em Stuttgar, na Alemanha.

Valdemar Setzer foi um dos primeiros no País a alertar sobre os malefícios do uso indiscriminado dos computadores pelas crianças. Chegou a posicionar-se contra a adesão das máquinas nas escolas. “Hoje estamos vendo os resultados disso”, critica o professor, ao citar o excesso de tempo das crianças na frente dos videogames.

Hoje ele ministra palestras como a que fará no Crea Convida. O tema vai abordar o limite dos computadores: o que eles são e não são capazes de fazer. Toda apresentação tem base nos seus estudos. “Meu argumento é que os computadores são universais e objetivos, e os sentimentos são individuais e subjetivos”, declara o professor sobre a possibilidade da máquina substituir o ser humano.

A apresentação sobre a Máquina de Turing foca o modelo formal desenvolvido pelo matemático britânico Alan Turing, criado na década de 1930, que deu origem ao computador. O matemático, responsável por decifrar o código do Enigma, sistema criptográfico usado pelas forças alemãs para transmitir mensagens a seus homens no campo de batalha, na Segunda Guerra Mundial, foi um dos principais responsáveis pela derrota alemã, mas este feito foi pouco reconhecido pela história.

O professor destaca que a palestra é sobre a máquina, que de fato não era uma máquina abstrata, mas um sistema, que deu origem aos computadores. A quebra do código não será abordada na sua apresentação. O evento deve refletir a abordagem que Setzer faz da computação, sob a ótica filosófica.

Para ele, o convite para participar do Crea Convida foi muito interessante. Principalmente para falar para um público das engenharias, mostrando que as máquinas não são capazes de tudo. Depois da apresentação do professor, será aberto um espaço para perguntas dos participantes.

O Crea Convida será transmitido ao vivo pela TV Crea-PE, a partir das 19h. O programa também fica gravado no canal do YouTube. O projeto é um espaço que o Crea vem abrindo com lives semanais onde são discutidos assuntos relevantes ligados à engenharia, agronomia e geociências.