Pensar as Américas reúne autoridades na abertura em prol da integração entre os países

O 1º Seminário Panamericano Pensar as Américas 2010 – Integração, Solidariedade e Desenvolvimento, começou ontem (23) com solenidade de abertura no Mar Hotel. O encontro reuniu autoridades e profissionais das áreas tecnológicas dos países latinos e Espanha com o objetivo de iniciar a discussão de políticas que contribuam para a unificação das Américas.

O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE), José Mário Cavalcanti, anfitrião do evento, discursou sobre a importância de estreitar as relações entre os países. “Devemos unir nossas capacidades, iniciativas de governos e toda a consciência social em busca de melhorias e paz entre as nações”, disse.

Em seguida, discursaram também o presidente do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea), Marcos Túlio, destacando que a articulação pode contribuir para o trânsito livre entre os países e permitir o acesso ao desenvolvimento. Já o embaixador do Haiti, que ministrará palestra nesta quarta-feira (24) no evento, abordou a dificuldade de se chegar a uma unidade com povos distantes e de diferentes culturas. “A unificação de tantas partes de um só continente é complicada, mas o Haiti é um dos países com o maior interesse na busca da solidariedade e integração”, afirmou.

Por fim, os também realizadores do Pensar as Américas, Irene Campos e Enzo Betancourt, presidente da Union Panamericana de Ingenieros (Upadi) e vice-presidente da Upadi nos países bolivarianos, respectivamente, deram suas contribuições. Betancourt se comprometeu em realizar no próximo ano o segundo seminário em Caracas, na Venezuela, e o terceiro na Costa Rica em 2012. Irene Campos salientou que o primeiro seminário é o início de uma concepção de futuro maior construída a longo prazo. “Já iniciamos estudos de projetos de desenvolvimento e sustentabilidade e porque não nos unirmos para trocar idéias, profissionais e recursos como um só país, um só continente”, discursou.

Após a explanação dos realizadores do evento, os convidados seguiram para uma breve apresentação de manifestações culturais de Pernambuco como o frevo, maracatu e ciranda. Nesta quarta-feira (24) se iniciam as palestras e mesas redondas que discutirão políticas e desafios para a integração Panamericana, posicionamento governamental e de agências de cooperação internacional, além de assuntos como meio ambiente, acessibilidade, urbanização e cidadania. Mais informações www.pensarasamericas.org.br.