Programa Horta em Todo Canto terá unidade no Crea-PE

Iniciativa foi anunciada nesta quarta-feira (11) em apresentação realizada para os gestores do Conselho


O Crea-PE anunciou nesta quarta-feira (9) uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, responsável pelo Programa Horta em Todo Canto. A iniciativa, que tem como objetivo fomentar entre as instituições a importância e a consciência do consumo e cultivo de alimentos saudáveis, será implementada no Conselho. Na ocasião, Minuncio Monteiro Filho, engenheiro agrônomo da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas) e membro do comitê gestor do programa, apresentou a iniciativa a gestores do Conselho.

Inserido em uma Política de Segurança Alimentar e Nutricional, o Programa Horta em Todo Canto tem como compromisso a implantação de hortas orgânicas nos espaços de uso público e melhorar a qualidade de vida das pessoas através de incentivo a práticas que impactem na saúde e no bem estar, contemplando ações ligadas ao cultivo de alimentos saudáveis que vão desde o preparo da terra ao consumo da comida durante a refeição.

Atualmente o Programa conta com mais de 200 hortas orgânicas implantadas em todo Estado. As instituições contempladas são escolas, hospitais, presídios, além de secretarias e unidades como a UPA Arena, Centro de  Convenções, Palácio do Campo das Princesas, Compaz, etc.

Para Minuncio Monteiro, a iniciativa é, antes de tudo, educativa. “Através da horta levamos a mensagem de uma mudança nos hábitos alimentares daquele grupo de pessoas da instituição. O programa demonstra como é possível se alimentar de uma maneira melhor, com produtos naturais e sem agrotóxicos. Para isso, realizamos rodas de conversas na medida em que a horta está se desenvolvendo. O Crea-PE, por ser uma entidade que representa diversas categorias, é uma ótima escolha para a implantação do programa”, diz.

“O Crea-PE, ao ingressar no Programa Horta em Todo Canto, tem o propósito de contribuir para a proteção ambiental. É uma forma de estimular a integração da natureza com os centros urbanos e a mobilização para o cultivo e o consumo de alimentos saudáveis”, disse o engenheiro florestal e superintendente do Crea-PE, Nielsen Christianni.

Na primeira semana de setembro será realizada uma visita técnica para avaliar os locais nas dependências do Conselho com melhores condições de receber a horta.