Abertura da 67ª SOEAA e do 7 º CEP acontece em clima de festa e emoção

O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), José Mário Cavalcanti, participou, juntamente com a delegação pernambucana, da solenidade de abertura da 67ª Semana Oficial da Engenharia, da Arquitetura e da Agronomia (SOEAA) e do 7º Congresso Nacional dos Profissionais, na noite do domingo (22), no Centro de Eventos Pantanal, em Cuiaba (MT). A solenidade foi prestigiada por cerca de 3 mil participantes, entre os quais, profissionais e estudantes de todo o País.

Marca registrada do evento, a entrega das Medalhas do Mérito e dos diplomas por Serviços Relevantes Prestados à Nação foi, mais uma vez, marcada por muita emoção. Pernambuco teve o seu nome representado pela homenagem prestada, por indicação do Conselho pernambucano, ao arquiteto Heitor da Silva Maia Neto, concedida pelo conjunto da obra. A entrega da honraria, Medalha do Merito 2010, foi feita pelo conselheiro federal da modalidade Arquitetura, o também pernambucano, José Luiz Mota Menezes.

A abertura, que contou com apresentação de dança de grupo local, foi prestigiada pelo governador do Estado do Mato Grosso, Silval Barbosa, que disse da satisfação de realizar um evento grandioso como a Soeaa em seu Estado. O governador aproveitou para ressaltar aspectos que diferenciam o Mato Grosso dos demais estados brasileiros. “Somos o único Estado a possuir três biomas: Amazônia; Cerrado e Pantanal. Temos mais de 1/3 das espécies animais do mundo”, disse Silval Barbosa, acrescentando que “para continuar a crescer 10% ao ano e cuidar dos 64% do seu território preservados, precisa encarar desafios e oportunidades que privilegiem a sustentabilidade”.

Já o presidente do Crea-MT, anfitrião do evento, Tarciso Bassan, destacou os 2.500 inscritos no evento – 1.700 profissionais e 800 estudantes – e disse que “Os avanços e perspectivas da área tecnológica constroem um cenário aonde o papel do Sistema Confea/Crea vai além de normatizar e fiscalizar o exercício profissional”. Para ele, “O futuro do planeta não depende só da consciência das pessoas, mas do conhecimento tecnológico”. Bassan defendeu ainda a necessidade de “uma nova mentalidade mundial em busca da sustentabilidade”.

Marcos Túlio de Melo, presidente do Confea, ao cumprimentar a senadora Ceres Slhessarenko e destacar, entre outras, a presença, no evento, de delegações do Uruguai, Paraguai e Argentina e de Maria Prieto, presidenta da Federação Mundial das Organizações de Engenheiros, afirmou que a Soeaa era “O momento oportuno para se analisar a história no passado e refletir sobre o momento atual e prospectar sobre o futuro, analisando desafios e oportunidades”.

Tulio também falou sobre a estagnação vivida pelo setor tecnológico nos últimos 30 anos, quando ocorreram baixos investimentos econômicos com transferência de recursos para a especulação financeira e não para o processo produtivo do País. Para ele, temos um novo momento econômico em nível nacional e mundial com novas perspectivas, o que exige que se discuta o papel do Estado. “É importante que o mundo se repense. Que o Brasil se repense. Passamos por um momento diferenciado onde há um enorme crescimento com uma significativa falta de infraestrutura”, comentou.

Segundo Marcos Túlio, o Brasil tem tudo para poder ocupar em 10 anos a 5ª posição na economia mundial. “Temos oportunidade de sediar a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Temos a oportunidade de realizar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e com ele, temos a oportunidade de ver novos investimentos no setor público e privado”, destacou o presidente do Confea, ressaltando que todas essas oportunidades representam desafios que permitem o resgate da cultura técnica.

Por fim, Marcos Túlio disse aos presentes que “As idéias de cada um de vocês vale ouro. Sairemos daqui com uma grande perspectiva de construir o futuro que todos nos almejamos”, concluiu o presidente do federal.

De Cuiabá, Dilma Moura

ASC do Crea-PE