Arcoverde investe em serviços e infraestrutura para a retomada do crescimento econômico

Após quase dois anos sem investimentos na economia e na abertura de novos negócios devido à pandemia, diversos municípios do Estado de Pernambuco contabilizam prejuízos em diversos setores. Na contramão dessa triste realidade, o município de Arcoverde, distante 252 quilômetros do Recife, se prepara para alavancar a economia no pós-pandemia.

A expansão da Cruzeiro, conglomerado de hotéis, postos de combustível, lojas de conveniência e restaurantes representa uma dessas iniciativas. De acordo com o empresário Airon Duarte, a decisão de expandir os negócios visa o aproveitamento de faixa de 1km da BR 232 que, segundo explicou, é uma rota de grande fluxo entre o interior e Recife e portanto a principal via para o escoamento da produção.

Um outro empreendimento, que deve entrar em operação a partir de agosto de 2024, vai instalar um hotel de cinco andares com 90 quartos. De acordo com o arquiteto Rafael Tenório, diretor da Madeira de Lei, uma das empresas à frente do hotel Íbis Arcoverde, o empreendimento conta com investimentos de R$ 20 milhões. “A chegada de um hotel da Accor, maior empresa de hotelaria do mundo, colabora para atrair novos investimentos e valorizar os eventos que são grandes atrativos para turistas de todos os cantos de Pernambuco e de outros estados do país”, conclui.

Renato Campos, inspetor de Salgueiro

Para o inspetor coordenador do Crea-PE em Arcoverde, engenheiro agrônomo e de segurança do trabalho Renato Campos, as iniciativas devem beneficiar a geração de empregos e o aquecimento da economia. “Esses investimentos são de extrema importância para Arcoverde e região. A construção civil, como é sabido, é uma atividade que incrementa a economia em curtíssimo período de tempo”.