Home > Arquivo > Colégio de Presidentes debate transição para o CAU

Colégio de Presidentes debate transição para o CAU

O Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua se reuniu hoje (27) extraordinariamente para analisar as ações que o Sistema deverá adotar a partir de agora, em consequência da aprovação da Lei 12.378/10, que cria o Conselho de Arquitetura e Urbanismo. (CAU). Muitos problemas e muitas dúvidas foram levantados. Entre as dúvidas, a questão da partição na origem, o impacto da saída dos arquitetos em cada Crea, a responsabilidade pelas ações de transição, entre outros.

Segundo o presidente do Confea, Marcos Túlio de Melo, a reunião visa estabelecer diretrizes de comportamento unificado em cada região”, afirmou. “A luta que a arquitetura travou para criar um conselho próprio é um direito e nós aceitamos, mas não concordamos”, disse. Em sua visão, a forma como a lei foi aprovada foi excepcional e apresenta várias incoerências.

De acordo com ele, no ano passado, não havia qualquer expectativa de que ela seria aprovada. “Ela foi feita em atropelo”, lamentou. De acordo com o presidente do Crea-RJ, Agostinho Guerreiro, diante da gravidade e diversidade de opiniões entre os presidentes, é preciso criar uma uniformidade. Em sua visão, há espaço para uma ação política junto com uma grande parcela dos arquitetos. “No Rio de Janeiro, há uma contradição imensa, muitos querem conversar conosco e queriam permanecer no nosso Sistema”, contou.

“Queremos seguir o que a legislação apresenta. No entanto, algumas disposições não são claras e tornam a operacionalidade mais complicada”, disse o presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti. Ele defende que, durante o período de transição, as decisões sejam feitas com bom senso e os interesses do Sistema, bem como o espaço dos arquitetos preservado durante a transição.

Durante a reunião, surgiram também várias propostas, como a criação de uma comissão de transição. O presidente do Crea-DF, Francisco Machado, sugeriu a criação de uma comissão de transição nos Creas para conduzir a mudança. Já o presidente do Crea-CE, Antônio Salvador, propôs que o Confea e a Mútua criassem um plano de apoio aos Creas que terão dificuldades com a implantação do CAU.

O debate continua amanhã, a partir das 9h, durante a reunião conjunta do plenário do Confea e do Colégio de Presidentes, que será transmitida ao vivo pelo site www.confea.org.br.

Tânia Carolina Machado
Assessoria de Comunicação do Confea

Check Also

Novo diretor financeiro da Mútua será eleito hoje

Cumprindo determinação do Confea, através da Resolução 1.117/19, bem como a Deliberação nº 147/2020-CEF, aprovada …