Home > Arquivo > Construção civil brasileira, um cenário positivo

Construção civil brasileira, um cenário positivo

  “No Ceará, o setor empregou quase 60 mil trabalhadores em 2011. Essa indústria corresponde a 14% do PIB do Estado”. Tijolo por tijolo, a construção civil vem despontando com números pujantes e ocupando papel de destaque na economia nacional. O nível de emprego 2011 teve alta de 7,46%, equivalente a um aumento de 211.100 pessoas contratadas em todo o Brasil, conforme a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com essas novas contratações, a construção civil brasileira é responsável pelo emprego de mais de três milhões de trabalhadores com carteira assinada, sendo que 657.202 encontram-se no Nordeste.

 

  Além da importância de gerar empregos formais, devemos fechar 2011 com expansão em torno de 5%, superior aos 2,7 % de crescimento econômico do Brasil. No Ceará, o setor empregou quase 60 mil trabalhadores em 2011. Hoje, 546 empresas estão associadas ao Sinduscon-CE – e mais de 650 canteiros de obras espalham-se por Fortaleza e sua Região Metropolitana. Essa indústria corresponde atualmente a 14% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, números que mostram a importância do segmento para a economia local. Não há dúvidas de que a política fomentada pelo Governo Federal para o desenvolvimento da infraestrutura e moradia através dos Programa de Aceleração do Crescimento e do Minha Casa Minha Vida deram um grande impulso à indústria da construção civil.

 

 O País precisa de obras para garantir o seu desenvolvimento econômico. Além disso, a conquista de grandes eventos internacionais, como as Copas das Confederações e do Mundo e os Jogos Olímpicos, se apresentam como um fator indutor para que as cidades sedes possam aproveitar e deixar um grande legado para seus habitantes, desde que o poder público saiba aproveitar essa oportunidade em parceria com a indústria da construção civil.

Esperamos investimentos não só na reforma e na construção de estádios, mas na ampliação de portos e aeroportos, no fortalecimento do sistema de segurança pública, na ampliação do saneamento básico, na saúde, e outros projetos indutores do desenvolvimento do turismo sustentável, para garantir a qualidade de vida nas cidades.

 

 A melhoria da mobilidade urbana certamente será o verdadeiro legado para o povo. Para garantir esse crescimento, estamos fazendo a nossa parte, investindo na capacitação de mão de obra e na inovação de técnicas construtivas mais modernas. Esperamos que o poder público possa garantir uma política de contenção da inflação e de oferta de crédito mais barato para que possamos manter os índices de crescimento, realizando as obras que permitirão a estruturação de nossas cidades e a diminuição do déficit habitacional em nosso País.

 

Roberto Sérgio Ferreira Presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará

Fonte: Blog Arc Engenharia

Check Also

Novo diretor financeiro da Mútua será eleito hoje

Cumprindo determinação do Confea, através da Resolução 1.117/19, bem como a Deliberação nº 147/2020-CEF, aprovada …