Crea-PE, Assengea e Prefeitura de Araripina discutem regularização das obras

Recife, 27 de fevereiro de 2013

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) e a Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da Região do Araripe (Assengea) participaram, no último dia (20), no município de Araripina, no Sertão pernambucano, de uma reunião com a Prefeitura de Araripina com o objetivo orientar aos presentes sobre as construções naquele município.

De acordo com o inspetor do Crea-PE e presidente da Assengea, Evandro Alencar, o motivo principal do encontro era o de discutir com os engenheiros civis, empreendedores e empresários da área da construção civil sobre a questão das regularizações e atendimento às normas e diretrizes do poder municipal para empreendimentos do setor da engenharia civil, visando organizar a cidade do ponto de vista imobiliário, que se encontra em desordem.

“O Crea e a Assengea foram convidados anteriormente pela Prefeitura e vamos ajudar na confecção do novo código de obras da cidade, onde as regras serão melhores elaboradas e adequadas aos tempos atuais”, explicou Evandro Alencar.

As orientações foram relativas à exigência da retirada de alvará de construção antes do início das obras, como a apresentação dos projetos, da exigência das Anotações de Responsabilidade Técnica (ART). Outro ponto abordado foi quanto ao disciplinamento e regularização de loteamentos, recuos das construções e limites mínimos de passeio público.

Foi dado um prazo de 30 dias para a regularização das obras que estão em andamento. Exigiu-se também na reunião a liberação do habite-se somente após visita e laudo dos fiscais da Prefeitura.

“Aproveito a oportunidade desta reunião para tentar conscientizar os construtores e os seus profissionais responsáveis de que a Engenharia é
‘a arte de se fazer o melhor pelo menor custo’ e que não se deve reduzir custos com a perda da qualidade, pois terão problemas na recuperação porque as obras, na sua grande maioria, são financiadas e seguradas. Além disso, há a perda da credibilidade no mercado”, ressaltou Evandro Alencar.

Informou-se também sobre o Congresso Regional dos Profissionais, que está previsto para os dias 01 e 02 de abril próximo e sobre o treinamento aos fiscais das prefeituras da Região, que será ministrado pelo corpo técnico da fiscalização do Crea-PE.

Antonio Alves
Assessoria de Comunicação
Crea-PE