Capa > Arquivo > Crea-PE e Confea apoiam Haiti na reconstrução do Colégio Nacional de Engenheiros

Crea-PE e Confea apoiam Haiti na reconstrução do Colégio Nacional de Engenheiros

O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), José Mário Cavalcanti, participou, ontem (23), de uma reunião, no Confea, com o Grupo de Trabalho Haiti, o qual aprovou o relatório do I Seminário Internacional Pró-Renascimento Solidário do Haiti, realizado de 28 a 31 de março, em Foz do Iguaçu (PR). De acordo com o coordenador do GT, conselheiro federal Kleber Souza dos Santos, o evento constituiu a primeira etapa do Projeto para retomada da entidade de regulamentação das profissões das áreas tecnológicas do Haiti apresentado à Agência Brasileira de Cooperação (ABC), entidade vinculada ao Ministério de Relações Exteriores que está coordenando os trabalhos de reconstrução do Haiti.

Ao final do Seminário, foi assinada uma Carta Compromisso com o objetivo de estabelecer, entre outras instituições, a cooperação entre o Confea e o CNIAH (Colégio Nacional dos Engenheiros e Arquitetos Haitianos). No documento, as duas instituições assumem a responsabilidade no processo de implementação das iniciativas de cooperação envolvendo os profissionais da engenharia e da arquitetura.

De acordo com o eng. civ. Aluizio Dornelas Câmara, que representou o Confea na delegação estabelecida pela ABC para visitar o Haiti, quatro pontos se destacaram naquele momento: a necessidade de reconstrução do Colégio de Engenheiros, a capacitação técnica dos profissionais em planejamento urbano integrado, a implantação de um plano piloto de reciclagem de escombros, a participação de equipe multidisciplinar para elaboração de projetos de urbanização de favelas, além da criação de um fundo para reconstrução. “Com certeza, o projeto que mais avançou foi o primeiro, que conta com o apoio do Confea”, afirmou.

No entanto, Alexandre José Ferreira dos Santos, presidente do Clube de Engenharia de Pernambuco e membro do GT Haiti, ressaltou que para que esse projeto tenha êxito, é indispensável o aporte financeiro da ABC. “Os haitianos demonstraram no seminário que precisam de uma participação mais efetiva da Agência”. Por outro lado, ele destacou a importância do seminário, lembrando que, foi após a sua realização, que a CNIAH elegeu a diretoria do órgão e hoje se encontra em funcionamento.

Após o seminário, os haitianos também enviaram uma carta a este Conselho federal solicitando o apoio para algumas outras ações. Entre elas, estabelecer um núcleo dentro do Haiti para coordenar as atividades junto ao Confea; realizar seminários coordenados pelos dois Conselhos; e promover o intercâmbio de profissionais e acadêmicos entre esses países.

Por fim, Kleber destacou que, para dar continuidade ao trabalho desenvolvido, na última semana de julho deste ano, haverá uma visita ao Haiti para verificar o andamento das ações estabelecidas no seminário.

Tânia Carolina Machado
Assessoria de Comunicação do Confea

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates