Crea-PE sedia reunião do GT São Francisco

O grupo de trabalho para acompanhamento das obras de transposição das águas do rio São Francisco, o GT São Francisco, se reuniu nesta quinta-feira (06) na sede do Crea-PE para a segunda reunião da equipe. O encontro segue até amanhã (07) com visita ao Porto de Suape e demais empreendimentos do Pólo Industrial do Litoral Sul. O presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, foi o anfitrião do encontro que tem como tema principal o Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional.

 
O evento começou às 10h com a abertura realizada pelo presidente José Mário, que convocou para compor a mesa o coordenador do GT, José Edicardo Silveira Santos, do Crea-CE, e o secretário executivo de Recursos Hídricos e Energético de Pernambuco, o engenheiro civil José Almir Cirilo. Este último realizou uma palestra sobre Gestão de Recursos Hídricos no Estado de Pernambuco no Contexto do Projeto de Integração do Rio São Francisco. O secretário Cirilo fez um panorama histórico da gestão de águas do governo do Estado, desde a criação da secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente, no governo de Miguel Arraes, em 1995. Segundo o secretário, o atual governo tem dado atenção especial ao assunto. “Foi criada mais recentemente a Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC). Agora em janeiro promoveremos um concurso para integrar profissionais que se dedicarão à gestão das águas em Pernambuco”, disse Cirilo.
 
Almir Cirilo mostrou, através de gráficos, a oferta e demanda de água no Estado. O secretário disse que o governo estabeleceu metas e que a água e esgoto serão prioridades. “É uma meta ousada, mas estabelecemos o compromisso de resolver o problema da água das cidades em oito anos e de esgotamento em 12 anos”, comentou. Desde 2007 foi criado um plano estratégico para orientar as ações com o que deveria ser feito, as possíveis soluções e o investimento, que chega à ordem de R$ 10 bilhões envolvendo o grande sistema de distribuição de água.
 
Esse desafio começou com a Região Metropolitana do Recife, que comporta 3,5 milhões de habitantes, com as obras do sistema Pirapama, aumentando 50% a oferta de água na RMR. Almir Cirilo revelou que as perdas são grandes e por isso o governo está investindo R$ 50 milhões para reduzir o prejuízo. “A perda de água fica em torno de 60%. Se não tivéssemos esses danos, não precisaríamos trazer mais água. Queremos chegar a um patamar razoável, em torno de 30%”, explicou.
 
Com uma palestra bastante voltada para as ações do governo do Estado, Almir Cirilo ainda apresentou imagens e gráficos sobre o Projeto de Integração da Bacia do São Francisco, a conclusão da Adutora do Oeste, que promoverá boas produções em regiões férteis. O secretário falou sobre as formas de envolver a sociedade no processo com a gestão de bacia, conselho gestor do reservatório, estimular o plantio de mata auxiliar, recuperação das nascentes, entre outras. Cirilo também abordou a revitalização de bacias hidrográficas do Capibaribe, Beberibe e Ipojuca, com recursos do Bird, Caixa Econômica e negociações em andamento com o BID, respectivamente. José Mário, presidente do Crea-PE comentou que o regional também está presente no controle das enchentes. “Junto ao Governo do Estado estamos realizando a avaliação de danos da Bacia do Una, mais precisamente na região de Palmares”, explicou o engenheiro. Ao final da palestra, o secretário Almir Cirilo recebeu um certificado pela participação e esclarecimentos na reunião do GT do São Francisco.
 

GT – O grupo de trabalho foi criado em uma reunião do Colégio de Presidentes no segundo semestre de 2010 com o objetivo de acompanhar os trabalhos que serão realizados nas obras da transposição do rio São Francisco. A primeira reunião do grupo aconteceu em novembro do ano passado em Fortaleza, onde se localiza a coordenação do GT, coordenada por José Edicardo Silveira Santos, do Crea-CE. Participam do grupo, representantes dos Estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Sergipe. Em Pernambuco, os responsáveis pela coordenação no Estado são: José Geraldo e Paulo Dutra.

 

Vanessa Bahé

ASC Crea-PE