Memorial homenageia turma de 1961 pelo Jubileu de Ouro

Encerrando as comemorações pela passagem do Dia do Engenheiro e do Arquiteto, o Memorial da Engenharia em Pernambuco realizou, na manhã de hoje (sexta-feira, 16) solenidade de descerramento da Placa Comemorativa ao Jubileu de Ouro da turma de 1961 da Escola de Engenharia de Pernambuco – Universidade do Recife. A solenidade de descerramento ocorreu após a missa de Ação de Graças, realizada na Capela do Colégio Nóbrega.

Iniciando a solenidade, o presidente do Memorial da Engenharia, engenheiro Maurício Pina, falou da satisfação de homenagear os formandos de 1961, assim como já foi feito com os formando da Escola de Engenharia dos anos de 1959 e 1960. “É com imensa satisfação, alegria e até emoção que prestamos essa homenagem aos formandos de 1961. Parabenizo a todos vocês lembrando as contribuições que deram para o desenvolvimento do nosso Estado”, disse o engenheiro fazendo um breve relato sobre as atividades do Memorial e as contribuições que tem recebido. Também na sua fala, Maurício Pina agradeceu ao presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) José Mário Cavalcanti pelo apoio que tem dado aos projetos e iniciativas do Memorial da Engenharia. Maurício disse ainda que o memorial tem compromisso com o resgate da história da Engenharia em Pernambuco, mas também com o futuro da atividade e o incentivo a ações que possam ajudar na melhoria da formação dos novos profissionais e na execução dos trabalhos de Engenharia.
 
Sobre a restauração do prédio onde funcionava a antiga Escola de Engenharia, o presidente informou que está sendo feito pelo arquiteto Carlos Augusto Pontual o projeto de recuperação das estruturas assim como de adequação dos ambientes  que abrigará o Memorial.
 
Para o presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, a aposição das placas em homenagem ao Jubileu de Ouro dos formandos representa o resgate da história da Escola, que é uma das tarefas a que se propõe o Memorial da Engenharia de Pernambuco. “Os parabéns do Crea-PE aos ilustres formandos de 1961 com votos de muito sucesso e assim como vocês, gostaria muito de poder comemorar o nosso Jubileu de Ouro”, concluiu José Mário.
 
A leitura do discurso do orador Antônio José de Siqueira Antunes, revelou a emoção do ex-aluno que fez questão de ressaltar a enorme capacidade de todos os formandos que, em sua opinião, “aprenderam a aprender”, fazendo referência ao engajamento de todos em questões relacionadas à economia, à política, às causas sociais entre outras.  Antônio José concluiu a sua fala dizendo “sinto muita saudade da convivência com vocês”.
 
Compuseram a mesa juntamente com o presidente do Memorial e do Crea-PE o presidente da Chesf, João Bosco de Almeida, o secretário de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo, Antônio Carlos Maranhão de Aguiar e o diretor do Conselho Deliberativo do Memorial da Engenharia, professor Mário Antonino.
 
Por fim, o engenheiro Maurício Pina convidou as engenheiras Liuba Fainzilber e Nancy Nepomuceno, únicas mulheres da turma, para, juntamente com o engenheiro Carlos Alberto Valença, inaugurarem a Placa Comemorativa do Jubileu de Ouro da turma de 1961 da Escola de Engenharia de Pernambuco.
 
Dilma Moura
ASC do Crea-PE