Presidente do Crea-PE participa de seminário sobre política socioambiental de Defesa Civil

O presidente do Crea-PE, engenheiro civil José Mário Cavalcanti, participou, hoje (24), da apresentação e discussão com a sociedade sobre a I Política Socioambiental de Defesa Civil, promovida pelo Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão sobre Desastres da Universidade Federal Rural de Pernambuco (Ceped/UFRPE). O encontro foi realizado no salão nobre da UFRPE e contou com a presença do vice-reitor da instituição, Reginaldo Barros, e com representantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

Os participantes do seminário trocaram informações sobre os programas realizados em cada órgão na área de defesa civil. O objetivo foi o de reduzir os riscos de desastres nas comunidades mais vulneráveis, a exemplo das cidades da Mata Sul do Estado que foram devastadas devido a fortes chuvas, ocorridas em junho.

O presidente do Crea-PE, José Mário, que compôs a mesa, parabenizou a iniciativa do encontro. “A defesa civil de países dito como desenvolvidos é levada muito a sério. Temos que lembrar que catástrofe acontece em todos os lugares porque a natureza é imprevisível e não temos como evitar. Mas possuímos tecnologia suficiente para minimizar os efeitos das perdas humanas e materiais”, ressaltou.

Ele também detalhou as ações realizadas pelo Sistema Confea/Crea/Mútua para reestruturar as cidades do Interior pernambucano destruídas com as chuvas do último mês de junho. De acordo com o presidente, o Confea liberou R$ 100 mil para o Crea-PE ajudar os municípios, que foram castigados.

“Mobilizamos cerca de 50 profissionais e fizemos diversas incursões no município de Palmares. Já temos 500 laudos prontos, que serão encaminhados às prefeituras com os relatórios, dizendo se as casas têm ou não de ser habitadas”, disse.

Outra ação prioritária, de acordo com José Mário Cavalcanti, é a construção da barragem ao longo do Rio Una, a qual terá o papel de controlar a vazão da água.

Na discussão, foram apresentados pontos como desenvolvimento sustentável para a redução de desastre, controle de redução de riscos, qualificação profissional para atuação em defesa civil e áreas afins, e ainda organização e formação do voluntariado.

Kele Gualberto
ASC do CREA-PE