Último encontro regional para o CEP acontece com êxito em Caruaru

Engenheiros, arquitetos, agrônomos e demais profissionais ligados ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) se reuniram em Caruaru para discutir propostas de melhorias para as profissões. A terra do maior São João do mundo foi palco do último Encontro Preparatório Regional para o 7º Congresso Estadual de Profissionais, realizado na noite da última segunda-feira (03), no auditório do Hotel Eduardo de Castro.

No evento, autoridades da região como o secretário de Infraestrutura de Palmares, Clodomir Azevedo, e o secretário de Obras de Agrestina, Marcos Heleno, além de representantes de instituições de ensino, estavam presentes na platéia. O presidente do Crea-PE, o engenheiro civil José Mário Cavalcanti, deu início ao encontro ressaltando a satisfação em ter contado com a ampla participação dos profissionais em todas as regionais, Goiana (03/04), Serra Talhada (13/04), Araripina (22/04), Petrolina (23/04), Garanhuns (26/04) e, por fim, Caruaru. “Este é o momento para modificarmos ou aperfeiçoarmos o nosso sistema. Precisamos ocupar espaço e manter a credibilidade perante a sociedade, estando mais próximos e eficientes na prestação de serviços”, disse o presidente.

O superintendente do Conselho, Osvaldo Fonsêca, palestrou sobre o funcionamento do Sistema Confea/Crea e destacou as resoluções que integram o código de ética, o registro profissional, a distribuição das atribuições profissionais, a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e Acervo Técnico. “Essas são as resoluções mais importantes para o exercício profissional. O Acervo Técnico, por exemplo, é válido para a vida toda, é o currículo do profissional”, disse Fonsêca.

Também parte integrante do Sistema, a Caixa de Assistência ao Profissional (Mútua) foi apresentada aos presentes. Após a passagem de um vídeo educativo, o diretor Marcelo Tabatinga explicou os benefícios oferecidos pela Mútua. “A partir do próximo dia 22 estaremos com o Saúde Mútua, o plano de saúde exclusivo para o associado”, contou Tabatinga.

Além da organização do Sistema, foram abordados os temas: Formação Profissional e Inserção Internacional. Sobre formação profissional, o diretor do Clube de Engenharia de Pernambuco, Hiroshi Fujino, explicou a necessidade de acompanhar as inovações tecnológicas, além de apresentar um breve histórico da formação do engenheiro no Brasil. Fujino incitou a platéia a pensar sugestões de melhorias perguntando que tipo de ações o Crea tem feito para valorizar o profissional.

A última palestra foi ministrada pelo presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, que possui amplo conhecimento e experiência no assunto. José Mário falou sobre Inserção Internacional, o desenvolvimento econômico e tecnológico do país e a globalização. “Qualquer inserção internacional tem que se dar por força da realidade de cada um. Podemos explorar iniciativas como a cooperação lateral e multilateral, ajudas humanitárias, ações de integração de mercado e comércio internacional”, exemplificou.

Desenvolvimento – O presidente explicou ainda o Movimento Pensar Pernambuco, lançado por ele no município de Goiana, onde aconteceu o primeiro encontro do CEP. Homologado em todos os municípios contemplados pelo evento, o Pensar Pernambuco se propõe a unir os profissionais responsáveis pela implementação da infraestrutura física do país para refletir sobre ações práticas para o desenvolvimento do Estado. “Vamos pensar juntos um planejamento estratégico dentro da ótica do crescimento econômico com justiça social”, comentou.

Os profissionais do Sistema Confea/Crea participarão agora, gratuitamente, nos próximos dias 14 e 15 de maio, no Recife Praia Hotel, do Congresso Estadual de Profissionais. Com a sistematização das propostas recebidas nas regionais, a comissão do CEP apresentará as sugestões de melhorias para votação e encaminhamento ao 7º Congresso Nacional, que será realizado em agosto, na cidade de Cuiabá (MT). Mais informações através do site www.creape.org.br.