Conselheiros do CAU-PE são diplomados

Depois de 50 anos de negociações, espera e luta, os arquitetos e urbanistas conseguiram, finalmente, a criação do seu próprio órgão regulador e fiscalizador, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). Na noite da última quarta-feira (30), o momento histórico da primeira diplomação dos conselheiros do CAU-PE, no auditório do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), foi tomado por uma mistura de sentimentos: vitória, alegria e euforia. Apesar da conquista, todos estavam conscientes de que o processo de transição apenas está iniciando e levará um tempo até que fique dentro dos conformes. “A luta não começou. Só estamos arregaçando as mangas”, assim definiu coordenadora da Câmara Especializada de Arquitetura do Crea-PE, Lúcia Escorel.

 

O presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, confidenciou que, no início, não era favorável a saída dos arquitetos e urbanistas. Porém, depois de conversar com alguns arquitetos, convenceu-se de que a mudança era irreversível e prontificou-se a fazer uma transição tranqüila e segura. “Estou convencido de que o CAU vai ser bom para todos. Por isso, vamos fazer um processo harmonioso e pacífico. Desejo que vocês construam um Conselho forte e criativo para servir a sociedade brasileira”, disse o presidente José Mário Cavalcanti, que disponibilizou pessoal e estrutura física, neste momento, para o CAU-PE, que está sob a responsabilidade da Câmara Especializada de Arquitetura do Crea-PE.

O conselheiro federal do Confea e suplente de conselheiro federal do CAU, José Luiz Mota Menezes, falou sobre a qualidade dos arquitetos e urbanista de terem uma visão diferenciada, pois projetam algo que não foi construído, pensando no bem-estar de todos. “O CAU não está em construção, mas em ação”, defendeu Menezes.

O presidente do CAU-PE, Roberto Montezuma, convocou os arquitetos para se empenharem na construção deste novo Conselho. “Faço um convite ao desafio para que possamos dar passos seguintes. O trabalho será enorme, mas nunca tivemos essa oportunidade”, destacou Montezuma. A presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil, em Pernambuco (IAB-PE), Vitória Régia, fez coro a Montezuma, dizendo “para esta missão ser cumprida, precisamos de todos”. O presidente do Sindicato dos Arquitetos de Pernambuco (Saepe), Francisco Buarque, prevê algumas dificuldades iniciais, mas que isto não é motivo para desistência. “Nós teremos muitas pedras em nosso caminho. Por isso, pedimos paciência, paciência e paciência”. A arquiteta e representante das Instituições de Ensino, Ana Maria Moreira Maciel, completou: “Precisamos de paciência, empenho e ousadia. Essa é uma oportunidade única de construir uma nova imagem para os arquitetos”.

Para tirar dúvidas, os profissionais devem entrar em contato pelo e-mail caupernambuco@gmail.com.

 Abaixo a lista com o nome dos Conselheiros do CAU-PE

Roberto Montezuma Carneiro da Cunha – Titular

Alexandre Salazar Maçães – Suplente

Amélia Maria de Oliveira Reynaldo – Titular

Luiz Augusto Rangel Moreira de Barros – Suplente

Luiz Goes Vieira Filho – Titular

Paulo Eduardo Veloso de Oliveira – Suplente

Demóstenes Andrade de Moraes – Titular

Vera Pires Viana – Suplente

Risale Neves Almeida – Titular

Marcelo de Brito Albuquerque Pontes Freitas – Suplente

Claudia Verônica Torres Barbosa – Titular

João Domingos Petribú da Costa Azevedo – Suplente

Altemar Roberto Barbosa Freitas – Titular

Ana Maria Moreira Maciel – Suplente

Marcos Germano dos Santos Silva – Titular

Arinêe Shamá Fulco Santos – Suplente

Francisco Buarque de Gusmão Neto – Titular

Vânia Lúcia Torres Miranda – Suplente

 

Kele Gualberto

ASC do CREA-PE