Crea-PE apresenta resultados de 100 dias de gestão

Gestão eleita para o triênio 2021-2023 iniciou o mandato no dia 4 de janeiro

A nova gestão do Crea-PE, eleita para o triênio 2021-2023, completou 100 dias à frente do Conselho. O grupo liderado pelo presidente Adriano Lucena assumiu o Crea-PE, com a missão de melhorar a prestação do serviço aos profissionais e à sociedade, garantir condições de trabalho adequadas para os colaboradores e construir um Conselho voltado para o fortalecimento das engenharias, agronomia e geociências com a participação de todos.

Entre os resultados registrados, houve crescimento de 51% no número de atendimentos e de 21% na emissão de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) quando comparados com o mesmo período do ano anterior, apesar das dificuldades impostas pela pandemia.

“Quando montamos o time da atual gestão, sempre tivemos em mente a construção de um Conselho com a participação de todos. Nosso objetivo é fazer das engenharias, agronomia e geociências agentes protagonistas na busca pelas soluções das demandas do século XXI. O trabalho está apenas começando e ainda há muito a ser feito, mas queremos apresentar um balanço dos 100 primeiros dias de gestão como forma de prestar contas à sociedade e aos profissionais que representamos”, disse Adriano Lucena.

 

RAIO-X DOS 100 DIAS DE GESTÃO NO CREA-PE

14.416 atendimentos realizados 

33.032 Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) emitidas

1.436 serviços de fiscalização executados

6.034 Certidão de Registro de Quitação (CRQ) emitidas 

423 Certidões de Acervo Técnico (CATs) emitidas

634 profissionais registrados

312 empresas registradas

 

CULTURA ORGANIZACIONAL E MODERNIZAÇÃO DE GESTÃO

O Crea-PE criou o Comitê de Modernização da Gestão (CMG) em abril para introduzir mudanças significativas na gestão do Conselho. O grupo é composto pelo presidente do órgão, um representante do Plenário do Conselho e por profissionais de notório saber, experiência, competência ou liderança profissional das modalidades que integram o Sistema.

O grupo tem a missão de propor mudanças significativas no modelo de gestão do Crea-PE para que o Conselho atualize seus processos e consiga fazer as melhores entregas possíveis aos seus profissionais registrados e à sociedade.

Uma das primeiras ações do CMG foi a implementação do Programa 8S, ferramenta para otimizar os resultados de gestão. O objetivo do método é mudar o comportamento dos colaboradores, principalmente no combate a desperdícios e com foco na conscientização. A ação foi iniciada utilizando a estratégia top down, a partir da Presidência, Superintendência e Chefia de Gabinete, em clara demonstração de comprometimento com os objetivos propostos a ser multiplicada na próxima etapa para todo o órgão.

 

ATENDIMENTOS POR AGENDAMENTO

A fim de garantir celeridade e comodidade aos usuários, bem como conciliar as medidas de proteção de propagação da Covid-19, o Crea-PE lançou um sistema de agendamento online para entrega de carteiras de profissionais registrados e atendimento presencial na sede do órgão. Para realizar o agendamento, basta acessar www.creape.org.br/agendamento/ e informar o tipo de serviço desejado. Desde a implantação do sistema, em fevereiro, o Crea-PE realizou mais de 300 agendamentos.

 

CONVÊNIO COM A PREFEITURA DO CABO DE SANTO AGOSTINHO

Com o objetivo de firmar parceria para a promoção de uma cidade inteligente e sustentável, o Crea-PE assinou com a prefeitura do Cabo de Santo Agostinho um termo de cooperação técnica no início de abril. Está previsto no termo a implantação de uma estrutura administrativa para promover Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS) público e gratuito, fortalecendo regularização fundiária do município; fiscalização das atividades dos profissionais diplomados nas áreas de agrimensura, agronomia, engenharia, geologia, geografia e meteorologia, nos níveis superior e tecnólogo; apoio na revisão dos planos e ordenamento territorial, além da revisão do plano municipal de saneamento básico.

 

PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA PAGAMENTO DA ANUIDADE

O Crea-PE, devido às dificuldades enfrentadas pela pandemia de covid-19, apresentou no início de fevereiro uma proposta junto ao Colégio de Presidentes para prorrogação de prazo e parcelamento da anuidade, conforme o cenário que se desenhava para a economia pernambucana. Após uma série de debates, chegou-se ao entendimento de uma proposta geral para ser seguida por todos os conselhos regionais do Brasil. Ficou estabelecido que os profissionais registrados podem efetuar o pagamento da anuidade sem multa até o dia 30 de julho, em parcela única ou em cinco vezes. 

 

AMPLIAÇÃO DE ACESSO AO DESCONTO

O Crea-PE, através da publicação da portaria nº 096, de 1º de abril de 2021, ampliou o acesso aos descontos especiais previstos para profissionais com doenças graves e seniores. A decisão estabeleceu como critério de concessão ao benefício estar quite com os débitos perante o Conselho, mesmo que eles tenham sido efetuados em 2021. A medida levou em consideração a situação de pandemia no estado e a necessidade de minimizar os efeitos econômicos decorrentes.

 

FOMENTO AO DEBATE

Lançado em 9 de fevereiro, o projeto Crea Convida reúne semanalmente profissionais para debater temas relevantes no campo das engenharias, geociências e agronomia. As palestras acontecem às terças-feiras a partir das 19h, sempre com transmissão online no canal do Conselho no YouTube, a TV Crea-PE. O programa de estreia contou com a participação do engenheiro da computação Silvio Meira e suas 11 edições já somam mais de 4,5 mil views.

 

DEFESA DA SOCIEDADE

O Crea-PE tem estimulado o diálogo com atores dos poderes Executivo, Legislativo, o mercado imobiliário e a sociedade civil, a fim de encontrar uma solução técnica, social, econômica e financeira para o Edifício Holiday, assunto de sensível interesse do cidadão recifense. Como resultado desta preocupação, o Crea-PE constituiu um grupo de trabalho formado por representantes da Abenc-PE, Aespe e Senge-PE com a finalidade de estudar e propor soluções para o Edifício Holiday e também em defesa da habitação de interesse social.