Capa > Arquivo > Crea-PE lança selo comemorativo dos 78 anos da Agronomia em Petrolina

Crea-PE lança selo comemorativo dos 78 anos da Agronomia em Petrolina

Petrolina tem o terceiro maior Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco e é hoje o maior polo de fruticultura irrigada no Brasil, com cerca de 900 profissionais da Agronomia, disse o presidente do Crea-PE,  eng. civ. José Mário Cavalcanti. Esses foram alguns dos fatores que levaram o Crea-PE , junto à Inspetoria de Petrolina, a optarem pelo local para lançar, segunda-feira (1º de agosto), um selo comemorativo aos 78 anos da Agronomia, profissão mais antiga do Sistema Confea/Crea, durante o 1º Encontro Profissional Cidadão.

Segundo o presidente José Mário, esse mecanismo de certificação está começando por Petrolina, mas o objetivo é divulgá-lo também nas outras inspetorias, podendo, futuramente, ser estendido a outras modalidades da Engenharia. "Agronomia é o curso mais antigo do Sistema Confea/Crea, por isso, nada mais justo essa forma de homenagear essa profissão importante para o desenvolvimento da nação. Agora, nada impede que isso seja estendido para outras profissões", disse o presidente José Mário.  
De acordo com o inspetor coordenador de Petrolina, eng. agrôn. Urbano Costa Lins, idealizador do selo, este poderá ser utilizado por empresas e profissionais autônomos da área da Agronomia e colocado nas notas fiscais ou nas caixas de equipamentos e produtos. “A ideia é que a gente faça a distribuição nas empresas e fazendas que tenham comércio voltado à agricultura, à irrigação”, afirmou. Em sua opinião, o selo funcionará como um meio de valorização profissional e aproximação dos profissionais e empresas do Sistema Confea/Crea, além de ajudar a sociedade a tomar conhecimento daqueles profissionais que estão regularizados, o que pode até melhorar a venda dos comerciantes, já que as pessoas buscam profissionais qualificados.
Na semana passada, durante o lançamento nacional, em Brasília, o vice-presidente do Confea, conselheiro federal eng. civ. Pedro Lopes de Queirós, ao parabenizar o Crea-PE, destacou: “Que essa iniciativa seja levada a todo o país a fim de que as pessoas reconheçam a importância dessa profissão e que ela também possa ser estendida para as outras modalidades”. De acordo com Pedro Lopes, a Agronomia no Brasil é uma profissão que está marcando era desde 1933 e tem sido uma atividade mundialmente reconhecida, por sua qualidade e tecnologia. “Somos os maiores produtores de grãos”, lembrou.

O conselheiro federal, eng. agrôn.  Kleber Souza dos Santos, por sua vez, disse vislumbrar a importância dessa iniciativa no contexto nacional. “Os profissionais da Agronomia têm atribuições amplas ligadas à produção, à agroindústria, enfim, a todas as cadeias produtivas”. De acordo com ele, o selo reforça a questão da responsabilidade técnica na produção.

Por fim, para Kleber, o estado de Pernambuco e, especialmente o Vale do São Francisco, é um exemplo de que a Agronomia dá certo. “A seca não é um problema. A falta de atenção ao sertanejo e de aporte de recursos e infraestrutura que são os problemas”, disse. Kleber destacou que a região tem polos de irrigação, com frutas que são exportadas para vários países. “Lá se tem, inclusive, produção de vinhos de alta qualidade que são apreciados no mercado mundial”. Ele lembrou ainda que se tem buscado a diversificação da fruticultura no local, com perspectiva de instalação de grandes agroindústrias de suco na região de Petrolina e Juazeiro, e da caprinovinocultura, por exemplo. “É uma referência para a agronomia brasileira”, disse.

Kele Gualberto e Tânia Carolina Machado

Assessoria de Comunicação do Crea e Confea
 

 

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates