Profissionais vinculados ao Crea-PE fazem visita técnica ao Nilo Coelho

O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), José Mário Cavalcanti, liderando uma comitiva formada por profissionais do Sistema Confea/Crea, visitou, na última segunda-feira, o perímetro irrigador Senador Nilo Coelho, administrado pelo Distrito Nilo Coelho, em Petrolina. Na sede administrativa, o gerente de Assistência Técnica da Plantec – Planejamento e Engenharia Agronômica Ltda., Jorge Noronha Filho, fez uma apresentação sobre o início do projeto até os dias de hoje.

De acordo com Noronha Filho, o perímetro irrigado começou a ser estudado inicialmente, em 1969, pela Sudene/PNUD, e em 1973, pela Codevasf. Somente em 1979, houve a aprovação dos recursos e início das obras, que durou até 1984. Os investimentos somaram US$ 200 milhões. Os primeiros assentados chegaram ao local em 1983 para plantação de subsistência. A Plantec é uma “Empresa de Prestação de Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, planejamento, estudos ambientais, reflorestamento e estudos sócios- econômicos”, explicou Noronha Filho.
 
No perímetro irrigado de Nilo Coelho, Maria Tereza e Beberibe, existem hoje 47 grandes empresas instaladas, 313 médias e pequenas empresas e 2.163 agricultores familiares produzindo acerola, banana, coco verde, goiaba, mamão, manga, maracujá, melancia, pinha, uva Itália e uva sem semente. No mercado interno, os produtos atendem as cidades do Recife, Terezina, João Pessoa, Fortaleza, Salvador, Maceió, Aracaju, São Luiz, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília e Goiânia. As frutas também são exportadas para países europeus, Argentina, Estados Unidos e Canadá.   
 
Após as explicações, o presidente José Mário, o inspetor Urbano Lins e o grupo de profissionais seguiram para conhecer a produção de uva de uma média empresa.

 

Kele Gualberto

ASC do Crea-PE