Miguel Arcanjo é homenageado na solenidade de encerramento da Soea

Recife, 26 de novembro de 2012

O engenheiro civil Miguel Arcanjo Cordeiro Amorim Silva, que participava da 69ª Soea, em Brasília, integrando a delegação do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), e faleceu em virtude infarto agudo do miocárdio, foi homenageado na solenidade de encerramento do evento, na última sexta-feira (23).

Na oportunidade, o diretor do Crea-PE, engenheiro agrônomo Tadeu Viana, subiu ao palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães, onde foi realizada a Soea, para agradecer o apoio prestado pelo Conselho Federal em nome do presidente José Tadeu da Silva e de todos os funcionários que se empenharam desde o primeiro momento, em prestar apoio irrestrito à delegação de Pernambuco para resolver as questões legais que envolveram o assunto.

Explicando que pela manhã havia sido feito um minuto de silêncio em memória do colega, Tadeu Viana pediu a todos os congressistas, um minuto de aplauso em homenagem ao engenheiro falecido. O gesto emocionante foi seguido por todos que estavam no auditório.

Miguel Arcanjo, tinha 62 anos, era conselheiro do Crea-PE, vice-presidente do Clube de Engenharia de Pernambuco (Cepe) e presidente da Associação dos Arquitetos, Agrônomos e Engenheiros das Entidades da Administração Direta e Indireta da Prefeitura do Recife.

Dilma Moura
ASC do Crea-PE