Pernambuco leva ao Colégio de Presidentes o resultado de missões internacionais

Na manhã desta terça-feira (29), na pauta da 3ª Reunião do Colégio de Presidentes, que acontece até amanhã (30) em Foz do Iguaçu/PR, o presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, apresentou o resultado das duas missões representativas do Sistema, quando Pernambuco integrou o grupo brasileiro. Durante sua palestra, levou ao conhecimento dos presidentes o que foi discutido durante a XXXIII Convenção Pan-Americana das Engenharias e Assembleia da União Pan-Americana de Associações de Engenheiros (Upadi), entre 9 e 13 de abril, em Havana, Cuba, e o 2º Pensar as Américas, realizado entre 17 e 19 de maio, em Caracas, Venezuela.

“O Brasil é uma liderança política e econômica, por isso a importância da ocupação, por nós, lideranças do Sistema Confea/Crea, desses espaços de discussões, a exemplo dos debates realizados na Upadi, que atualmente abriga o projeto Pensar as Américas”, destacou José Mário.

Do XXXIII Congresso o presidente destacou alguns eventos, detalhando os  pontos abordados no Pensar as Américas, nos Fóruns Anticorrupção e da Mulher e no Simpósio de Ensino de Engenharia.

“Se quisermos pensar em ter uma economia forte no nosso Continente, não podemos nos furtar de construir essa integração entre os países. Muitos pontos de discussão são de suma importância, um deles, além dos que envolvem as questões físicas, é a discussão sobre mobilidade profissional. Um tema atual e pertinente, ainda mais pelas indicações do Governo brasileiro de estabelecer novas regras para o trânsito profissional. São espaços político-institucionais que precisamos e devemos ocupar”, defendeu José Mário.

Da Assembleia da União Pan-Americana de Associações de Engenheiros, José Mário destacou a eleição dos próximos presidentes da Upadi, momento em que José Tadeu da Silva – presidente do Confea foi eleito para exercer a presidência da União entre 2015 e 2017.

Já sobre a participação da missão do Crea-PE no 2º Pensar as Américas, José Mário fez questão de frisar que o Conselho não teve nenhuma despesa com a missão, sendo todos os custos arcados pelos participantes. “Realizamos o 1º Seminário no Recife, em 2010, por isso não poderíamos nos ausentar dessa nova etapa do movimento”, destacou, informando aos presentes que os próximos eventos serão realizados na Costa Rica, em 2013. No ano seguinte, no Recife, o evento acontecerá no formato de congresso. “É importante que nós, presidentes de Creas, nos mobilizemos em torno desse movimento, por ter um cunho político-institucional forte”, defendeu.

Durante as manifestações dos presidentes sobre o resultado das missões e a prestação de contas ao Colegiado, ainda foi destacado a importância de que sejam construídas parcerias com as universidades do Continente Pan-Americano.

 Finalizando sua apresentação, o presidente do Crea Pernambuco deixou uma mensagem para a reflexão das lideranças:  “Vamos demolir os obstáculos das discriminações e das intolerâncias. Vamos pensar em construir mais caminhos e mais pontes para a nossa efetiva integração. Vamos pensar mais na nossa querida América! Vamos pensar o nosso desenvolvimento, com solidariedade e integração!”.

Ondine Bezerra

Jornalista

Assessora de Planejamento do Crea-PE