Primeira reunião do CTP debate seca, lei de manutenção predial e escolhe novos temas relevantes para profissões tecnológicas

DSCF8002Mais um compromisso assumido pelo presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, durante a sua campanha à presidência sai do papel. Na tarde desta quinta-feira (28), os membros do Comitê Tecnológico Permanente (CTP), colégio formado por renomados profissionais da Engenharia, Agronomia, Geologia e Geografia, tiveram sua primeira reunião depois de empossados e discutiram temas relevantes das áreas tecnológicas. A próxima reunião do CTP está marcada para o dia 23 de fevereiro, a partir das 14h.

A reunião contou com a presença dos engenheiros civis Carlos Calados, João Recena, José do Patrocínio, Mário Antonino e Dilson Teixeira, da engenheira química Fátima Brayner, dos engenheiros eletricistas Genildo Nunes, João Paulo Maranhão, da geógrafa Niedja Galvão e do geólogo Waldir Duarte Costa.

No início do encontro, o presidente do Crea-PE e coordenador do CTP, deu as boas vindas e falou da satisfação de reunir os especialistas. “Estou muito feliz de ter vocês como membros desse colegiado. Aqui, nós iremos discutir os temas relevantes das nossas profissões. Vamos nos colocar a serviço da sociedade”, destacou Evandro.  A pauta desse primeiro encontro foi proposta pelo presidente e, em seguida, recebeu contribuições feitas pelos demais membros.

Dando prosseguimento a pauta, proposta por ele, Evandro exibiu a vídeo reportagem, produzida pela Tv Globo no final de 2015. A reportagem, que faz uma analogia a obra de Rachel de Queiroz, fala sobre os problemas da seca no Sertão nordestino.  “Esse tema vem sendo tratado bem amplamente na série de cadernos técnicos Riquezas e Oportunidades do Semiárido, idealizado pelo engenheiro e professor Mário Antonino e produzido pelo Crea-PE em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A ideia é como as nossas profissões podem contribuir para a melhoria eficaz da sociedade”, destaca Evandro.

Em seguida, o presidente propôs ao Comitê o debate da Lei n° 13.032, de 14 de junho de 2006, que dispõe sobre manutenções prediais, regulamentada pelo Decreto 33.747, de 06 de agosto de 2009. Sobre essa temática, a engenheira química Fátima Brayner destacou que é importante cobrar do poder público a criação de um Conselho Consultivo, formado por órgãos como Crea-PE, Sinduscon-PE, Secovi-PE, OAB-PE, entre outros, como determina o artigo 9º da lei em discussão.  Já Mário Antonino alertou para outra questão: “problemas de ordem estrutural acontecem muitas vezes por culpa dos próprios moradores, que fazem as reformas sem o devido cuidado”.

Ainda no encontro, os profissionais propuseram temas que poderão ser trabalhados nos próximos encontros do Comitê. Entre os principais assuntos estão: água, vistorias em prédios caixão, erosão marinha, mobilidade, resíduos sólidos e a formação dos profissionais.
Rui Gonçalves
ASC do Crea-PE